Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Sanjeev Miglani
NOVA DÉLHI, 19 Jan (Reuters) – A delegação do
primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, ao Fórum Econômico
Mundial em Davos irá oferecer aulas de yoga nas encostas
geladas, informou o Ministério das Relações Exteriores indiano
nesta sexta-feira, na tentativa de alto escalão mais recente de
promover as tradições indianas no exterior.
A Índia busca mostrar seu potencial como um motor de
crescimento econômico global, atrás da China, assim como seu
poder branco, refletido na popularidade da yoga e de sua
culinária.
Dois professores de yoga da Índia irão dar aulas diárias na
próxima semana na cúpula, que atraiu 70 chefes de Estado e
governo, incluindo o presidente dos Estados Unidos, Donald
Trump, além celebridades, chefes-executivos e banqueiros.
Modi será o primeiro premiê indiano a participar do Fórum
Econômico em 21 anos, desde que a economia mais do que dobrou
para 2,3 trilhões de dólares e se tornou a sétima maior do
mundo.
"Nós estamos mostrando diversas conquistas, nós também
apresentaremos um pouco da culinária indiana, um pouco da
cultura e herança", disse Ramesh Abhishek, chefe do departamento
de política e promoção industrial, a repórteres.
"Dois especialistas em yoga irão daqui. Nós organizamos
isto. Nós estamos oferecendo uma instalação para praticar yoga
nos Alpes."
Modi estará em Davos somente por um dia, mas irá se
encontrar com chefes e autoridades graduadas de cerca de 60
companhias, disse Abhishek, acrescentando que entre estas estão
Airbus, Hitachi, IBM, BAE Systems e o Carlyle Group.
(Reportagem de Sanjeev Miglani)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447505))
REUTERS MPP


Assuntos desta notícia