Clicky

MetaTrader 728×90

A bolsa de Nova York fechou em queda nesta sexta-feira, com o clima político, incertezas nas relações comerciais com a China e, o mais grave, as incertezas que cercam um possível ataque de mísseis contra a Síria. A temporada de balanços iniciada hoje já está gerando expectativas no mercado financeiro da Main Street.

Ao final, o S&P ficou em queda de 0,29% aos 2.656 pontos. O Dow Jones ficou em queda de 0,50% aos 24.360 pontos. O Nasdaq ficou em queda de 0,47% aos 7.106 pontos. Na semana, o S&P subiu 2%, o Dow Jones subiu 1,8% e o Nasdaq subiu 2,8%.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O governo norte-americano planeja aumentar a pressão sobre a China para que faça concessões comerciais, por meio de um plano para novas tarifas e uma ameaça de bloquear investimentos chineses em tecnologia nos Estados Unidos, segundo a Casa Branca. Detalhes sobre quais produtos chineses estão na lista de US$100 bilhões em tarifas devem ser divulgados na próxima semana.

Enquanto isso, o presidente Donald Trump orientou assessores sêniores a investigar a possibilidade de ingressar na Parceria Trans-Pacífico , o que poderia representar um desafio adicional para a China. O desequilíbrio comercial entre as duas maiores economias do mundo cresceu, à medida que a China registrou um salto acentuado em seu superávit comercial com os Estados Unidos. Esse aumento ocorreu mesmo quando a China registrou seu primeiro déficit comercial geral mensal em 13 meses.

A balança comercial da China registrou um déficit de US $ 4,98 bilhões, de um superávit de US $ 33,7 bilhões no mês anterior. O país registrou o último déficit mensal, de US $ 11 bilhões, em fevereiro de 2017.

As exportações caíram 2,7% em março ante o ano anterior, após um aumento de 44,5% em fevereiro, informou a Administração Geral das Alfândegas nesta sexta-feira. 

As importações em março expandiram 14,4% em relação ao ano anterior, em comparação com um aumento de 6,8% em fevereiro. O aumento foi maior do que a previsão da pesquisa para um ganho de 10%.

No primeiro trimestre, as exportações aumentaram 14,1% em relação ao ano anterior, enquanto as importações subiram 18,9%, resultando em um superávit de US $ 48,39 bilhões.

A tensão crescente no Oriente Médio também ficou no radar. Na quarta-feira, Trump avisou a Rússia que estava pronto para lançar um ataque militar iminente contra sua aliada Síria, mas reduziu sua retórica nesta quinta-feira .

Entre as ações com perdas estavam as da JPMorgan, queda de  2,7%, apesar dos lucros do primeiro trimestre e da receita que superou as estimativas de Wall Street.

O Citigroup Inc caiu 1,6% , mesmo com lucros que superaram as previsões de consenso e a receita que estava alinhada com as expectativas. O Wells Fargo caiu 3,4%, mesmo com lucros melhores do que o esperado , embora a receita tenha diminuído ano a ano.

Indicadores

Nos Estados Unidos, o número de vagas de emprego foi pouco alterado em 6,1 milhões no último dia útil de fevereiro, informou hoje o Departamento de  Estatísticas do Trabalho. Ao longo do mês, as contratações e desligamentos foram pouco alteradas em 5,5 milhões e 5,2 milhões, respectivamente. Nos desligamentos,  a taxa de permaneceu inalterada em 2,2% e a taxa de demissões e baixas foram pouco alteradas em 1,1%.

O índice do Sentimento do Consumidor está em 97,8 em abril, ante os 101,4 de março. Em abril do ano passado, o índice era de 97, mês a mês o índice é de queda de 3,6% e no comparativo ano a ano o número é de alta em 0,8%.

O índice das Condições Econômicas em abril estava em 115,0, queda ante março, 121,2. O índice também ficou abaixo do registrado em abril do ano passado, com o número em 112,7. Mês a mês a queda é de 5,1% e ano a ano a alta é de 2%.

Quanto às expectativas do Consumidor, o índice está em 86,8 em abril, queda ante o mês anterior em 88,8. Se comparado com abril do ano passado, o índice ainda é de queda, 87,0. Mês a mês a queda é de 2,3% e ano a ano a queda é de 0,2%.


Assuntos desta notícia