Clicky

Profitchart Pro 728×90

 

O mês de janeiro de 2017 registrou redução de 2,5% nas vendas de cimento no Brasil em comparação com janeiro de 2016, totalizando 4,3 milhões de toneladas, afirma o Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). Na avaliação do SNIC, essa diminuição no ritmo de queda nas vendas no último mês deve ser vista com cautela, pois foi causada principalmente por conta do maior número de dias úteis no primeiro mês de 2017, comparando com o mesmo período do ano anterior. Os números foram apresentados hoje.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Quando comparadas as vendas por dia útil nos meses de janeiro 2017 e 2016, a queda atinge 8,6%. Já na comparação entre janeiro de 2017 e dezembro de 2016, houve um aumento de 1,8% nas vendas. Vale lembrar, no entanto, que as vendas em janeiro de 2016 haviam caído 21%, a maior queda relativa mês a mês.

No consolidado dos últimos 12 meses (fev.2016 a jan.2017), os números preliminares de vendas internas de cimento atingiram 57,1 milhões de toneladas, uma queda de 10,3% em relação a igual período anterior (fev.2015 a jan.2016).

De acordo com o presidente do SNIC, Paulo Camillo Penna, o setor vem registrando uma desaceleração no ritmo da queda nas vendas nos últimos meses, depois de uma retração de 11,7% durante o ano de 2016, o que confirma a projeção feita pelo SNIC para uma redução na demanda em 2017 entre 5% e 7%. Confirmada esta projeção, o setor deverá atingir neste ano uma ociosidade de cerca de 50%, a mais alta de sua história, impactando seriamente os custos da indústria.

Paulo Camillo ressalta que as recentes medidas em implantação pelo Governo Federal para estimular a atividade de construção civil e pesada no país contribuem para desaceleração da queda da atividade. Entre as iniciativas estão a retomada nas obras vinculadas ao PAC, a ampliação dos limites das faixas de renda familiar para participação no programa Minha Casa Minha Vida, o programa Cartão Reforma, a liberação de recursos inativos do FGTS, bem como a redução da inflação e das taxas de juros.

Importação e consumo aparente

O SNIC registrou que as importações de cimento em janeiro de 2017 alcançaram 48 mil toneladas, totalizando nos últimos 12 meses 354 mil toneladas, com queda de 17,5% sobre igual período anterior, conforme os dados colhidos junto à SECEX/MDIC.

O consumo aparente (vendas no mercado interno + importação) em janeiro de 2017 totalizou 4,4 milhões de toneladas, com redução de 1,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior. No acumulado nos últimos 12 meses alcançou 57,5 milhões de toneladas, uma retração de 10,3% em relação aos 12 meses anteriores.


Assuntos desta notícia