Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Ginger Gibson
WASHINGTON, 16 Mai (Reuters) – O presidente dos Estados
Unidos, Donald Trump, reconheceu pela primeira vez nesta
quarta-feira que reembolsou mais de 100 mil dólares para seu
ex-advogado pessoal Michel Cohen, colocando nova luz em um
escândalo envolvendo o presidente e a estrela pornô Stormy
Daniels.
A revelação, feita por meio de uma declaração assinada por
Trump e divulgada pelo Escritório de Ética Governamental dos
EUA, não descreveu o motivo ou o destinatário do pagamento
original de 2016 para uma “terceira parte” feito por Cohen, pelo
qual ele foi reembolsado por Trump.
Mas Cohen reconheceu ter pago Daniels, cujo nome verdadeiro
é Stephanie Clifford, em uma transação que tinha objetivo de
comprar seu silêncio por um suposto encontro sexual em 2006
entre ela e Trump.
Rudy Giuliani, que recentemente se tornou o novo advogado
pessoal do presidente republicano, disse que Trump reembolsou
Cohen pelo pagamento original de 130 mil dólares, que foi feito
pouco antes da vitória de Trump na eleição presidencial de 8 de
novembro de 2016.
A divulgação estabelece uma conexão mais clara entre Trump e
Cohen e destaca mais inconsistências em descrições feitas por
Trump e assessores sobre os pagamentos.
Trump havia contestado estar ciente do pagamento feito por
Cohen e ter reembolsado seu advogado. Em abril, Trump disse a
repórteres que não sabia de nada sobre o pagamento. Sua
revelação agora sugere que Trump reembolsou Cohen no ano
passado.
Trump, sua campanha e Cohen negaram quaisquer atos
irregulares.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759))
REUTERS ES


Assuntos desta notícia

Join the Conversation