Clicky

Trump em visita a China e Putin no Vietnã

MetaTrader 728×90

A semana foi marcada por intensa volatilidade dos mercados de risco, e hoje não deve ser muito diferente. Ontem a B3 teve dia de forte queda de 1,93%, com o índice em 72930 pontos, depois de forte alta da véspera de 2,69%. Essa volatilidade foi expandida pelas fortes variações do dólar internamente e pelo mercado internacional.

Os motivos fundamentais residem nas reformas propostas no Brasil e EUA. No Brasil, a reforma da Previdência agora pode ser votada ainda em 2017, mas não se tem muita ideia do que pode ser discutido e aprovado. Aparentemente teremos mudanças na idade mínima e tempo de contribuição, além de eliminar desigualdades entre o setor público e privado. Nos EUA, as discussões giram mais no sentido de quando serão adotadas as reduções de impostos para empresas. Se será em 2018 como deseja Trump, ou em 2019 como querem alguns republicanos.

MetaTrader 300×250

Trump em visita a China elogiou Xi Jinping e disse que o déficit comercial com o país é culpa de dirigentes americanos anteriores. Ao mesmo tempo, o governo americano descartou possibilidade de encontro de Trump com Putin que está no Vietnam. No Reino Unido, o saldo da balança comercial de setembro ficou em 13,1 bilhões de libras e a produção industrial de setembro cresceu 0,7%.

Na Espanha, juiz ordenou a prisão do presidente do parlamento da Catalunha e aumento o risco geopolítico entre Arábia Saudita e Irã, além da sempre presente Coreia do Norte. Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,07% e barril cotado a US$ 57,21. O euro operava em alta para US$ 1,165 e notes americanos com juros em alta de 2,37%. O ouro mostrava queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas com comportamento misto na bolsa de Chicago.

Internamente, a Fipe anunciou o IPC da primeira quadrissemana de novembro em 0,31%, quase igual ao anterior. O IBGE anunciou o IPCA de outubro com alta de 0,42%, menor que o previsto e acumula no ano alta de 2,21%. Em 12 meses, a inflação está em 2,70%. Foi o menor índice acumulado de janeiro a outubro desde 1998. Preços administrados pressionaram e alimentos novamente em queda.

O Tesouro resgatou integralmente emissão de 2019 pagando 104,37% do valor de fase e com isso melhorou o perfil de curto prazo da dívida. A operação envolveu recursos da ordem de US$ 1,8 bilhão. Os DIs começaram o dia com queda de juros, e o dólar em queda de 0,11% e cotado a R$ 3,256. Na B3, o índice futuro começou o dia com queda de 0,39%, mas o quadro pode melhorar.

Na agenda ainda teremos a confiança do consumidor de novembro nos EUA e o resultado fiscal de outubro.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia