Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

WASHINGTON (Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que não cometeu nenhuma irregularidade, mas que tem o poder legal de conceder perdão a si mesmo, repetindo o argumento apresentado por seus advogados em documento enviado ao procurador especial que está investigando suspeita de ligação com a Rússia.

"Como foi declarado por diversos estudiosos jurídicos, eu tenho total direito de me perdoar, mas por que eu faria isso quando eu não fiz nada de errado? Enquanto isso, a interminável caça às bruxas liderada por 13 democratas muito irritados e confusos (e outros) continua até as eleições", escreveu Trump em publicação no Twitter.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

(Reportagem de Susan Heavey e Doina Chiacu)
2018-06-04T131613Z_1_LYNXNPEE530Y4_RTROPTP_1_NORTHKOREA-USA.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20180604:nRTROPT20180604131613LYNXNPEE530Y4 Presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180604T131613+0000 20180604T131613+0000


Assuntos desta notícia