Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

WASHINGTON, 7 Dez (Reuters) – O senador norte-americano Ted
Cruz, do Texas, vai liderar uma delegação de parlamentares em
uma reunião com o presidente Donald Trump nesta quinta-feira
para defender mudanças na política de biocombustíveis do país
para proteger empregos no setor de refino de petróleo.
A reunião ocorre após a Agência de Proteção Ambiental (EPA,
na sigla em inglês) anunciar no mês passado um leve aumento no
volume de biocombustível que as refinarias devem misturar ao
combustível do país sob o Renewable Fuel Standard (RFS, na sigla
em inglês), curvando-se às demandas de produtores de etanol e
seus apoiadores.
Refinarias se opõem ao RFS porque dizem que reduz seu
mercado para combustíveis à base de petróleo e os custa centenas
de milhões de dólares por ano em despesas de mistura.
"Trump ouvirá as preocupações de senadores que representam
esses trabalhadores, com a esperança de encontrar solo comum em
ambos os lados desse debate", disse Lindsay Walters, porta-voz
da Casa Branca.
A reunião contará com a presença do administrador da EPA,
Scott Pruit, o secretário da Agricultura, Sonny Perdue, o
secretário de Energia, Rick Perry, e o diretor do Conselho
Econômico Nacional, Gary Cohn, disse a Casa Branca.
O RFS exige que refinarias misturem volumes crescentes de
biocombustíveis, principalmente etanol à base de milho, na
oferta de combustíveis do país todos os anos. A medida foi
introduzida há mais de uma década pelo ex-presidente George W.
Bush como um modo de impulsionar a agricultura dos EUA, reduzir
as importações de energia e diminuir emissões.
(Por Steve Holland)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS LM MPP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation