Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 11 Jan (Reuters) – O Tribunal Regional Federal da
4ª Região (TRF-4) não terá expediente no próximo dia 24 de
janeiro, data em que será julgado o recurso do ex-presidente
Luiz Inácio Lula da Silva à condenação a nove anos e seis de
prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, com a única exceção
cabendo aos servidores da corte envolvidos no julgamento,
informou o tribunal.
Além da suspensão do expediente no dia do julgamento do
recurso de Lula, a corte, sediada em Porto Alegre, também
reduziu o horário de funcionamento na véspera do julgamento,
quando vai trabalhar somente das 8h às 12h.
"A suspensão leva em conta as medidas que estão sendo
adotadas pelos órgãos de segurança pública do Estado do Rio
Grande do Sul e pela Polícia Federal para garantir a segurança
do público interno e externo durante a realização do julgamento
da apelação criminal nº 5046512-94.2016.4.04.7000 no dia 24 de
janeiro, às 8h30, pela 8ª Turma", informou o TRF-4 em
comunicado.
O PT, partidos aliados e movimentos sociais estão convocando
manifestações na capital gaúcha e em outras cidades do país para
o dia do julgamento do recurso de Lula, condenado pelo juiz
Sérgio Moro, acusado de ter recebido um apartamento tríplex no
Guarujá, litoral de São Paulo, como propina.
O ex-presidente nega as acusações, diz que não é dono do
imóvel e afirma ser alvo de uma perseguição política que visa
impedi-lo de disputar a Presidência na eleição deste ano.
Se tiver a condenação confirmada na segunda instância, Lula
poderá ficar inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

(Por Eduardo Simões; Edição de Alexandre Caverni)
(([email protected]; 55 11 5644 7759; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia