Clicky

MetaTrader 728×90

BRASÍLIA, 15 Mai (Reuters) – O ministro Félix Fischer, do
Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou mais um pedido de
liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso
desde o dia 7 de abril cumprindo pena de 12 anos e 1 mês no
processo do tríplex do Guarujá, no litoral paulista.
A decisão de Félix Fischer, tomada na noite de
segunda-feira, ainda não foi divulgada na íntegra.
O ministro do STJ, que é o relator da operação Lava Jato no
tribunal, já tinha negado liminar no habeas corpus na véspera da
prisão de Lula. Na ocasião, o petista contestava a permissão de
ele ser preso logo após o fim dos recursos da condenação que foi
imposta a ele pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região
(TRF-4).
Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de
dinheiro no caso em que é acusado de ter recebido o imóvel como
propina em troca de contratos na Petrobras .
Com a condenação, Lula, que lidera as pesquisas de intenção
de voto para a Presidência da República na eleição de outubro,
deve ficar inelegível por causa da Lei da Ficha Limpa.
O petista nega ser dono do imóvel, assim como quaisquer
irregularidades. Ele afirma ser alvo de uma perseguição política
promovida por setores da imprensa, do Ministério Público, do
Judiciário e da Polícia Federal com o objetivo de impedi-lo de
ser candidato.

(Reportagem de Ricardo Brito
Edição de Eduardo Simões)
(([email protected]; 55 11 5644 7759; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation