Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

MADRI, 13 Nov (Reuters) – O líder destituído da Catalunha,
Carles Puigdemont, disse que poderia considerar uma solução para
a crise política da Espanha que não envolva a separação da
região do restante da Espanha, aparentemente suavizando um firme
posicionamento pró-independência que lhe custou a liderança
catalã no mês passado.
Em entrevista ao jornal belga Le Soir, Carles
Puigdemont foi perguntado se uma opção não separatista está
sobre a mesa para resolver uma crise que levou o governo central
da Espanha a assumir o controle da Catalunha depois que o
Parlamento regional catalão declarou independência no dia 27 de
outubro.
"Eu estou pronto, e sempre estive pronto, para aceitar a
realidade de um outro relacionamento com a Espanha… Isso
(outra solução) ainda é possível", disse Puigdemont.
"Eu tenho, sendo pró-independência toda a minha vida,
trabalhado por 30 anos para ter outra maneira de a Catalunha ser
ancorada à Espanha", acrescentou, sem dar detalhes de como tal
relacionamento seria.
Puigdemont divulgou um link para a entrevista, que foi
publicada nesta segunda-feira, em sua conta no Twitter.
O ex-presidente catalão está em um asilo autoimposto na
Bélgica, após conduzir uma campanha de independência que fez com
que autoridades em Madri destituíssem seu governo, dissolvessem
o Parlamento regional e convocassem novas eleições para
dezembro.
(Reportagem de Robert-Jan Bartunek)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 22237141))
REUTERS MCP PF


Assuntos desta notícia

Join the Conversation