Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por David Morgan e Susan Cornwell
WASHINGTON, 29 Nov (Reuters) – Os republicanos do Senado dos
Estados Unidos levaram à frente a proposta de corte de impostos
do presidente Donald Trump na terça-feira em uma votação
partidária e abrupta do comitê que abre caminho para uma votação
em plenário já na quinta-feira, embora alguns detalhes ainda não
tenham sido definidos.
Sem discussão, o Comitê de Orçamento do Senado aprovou
rapidamente a legislação com uma votação por 12 a 11 que irritou
os democratas.
Os membros republicanos do comitê deixaram rapidamente a
sala após a votação, enquanto os democratas reclamavam da falta
de discussão sobre um projeto de lei que vai reformar o código
tributário dos EUA e acrescentar estimados 1,4 trilhão de
dólares à dívida nacional de 20 trilhões de dólares ao longo de
10 anos.
Após a votação, Trump disse a repórteres: "Acho que vamos
aprová-lo", acrescentando que o projeto de lei terá alguns
ajustes.
Os republicanos estão correndo para avançar com sua complexa
legislação tributária, na expectativa de evitar uma repetição da
longa disputa interna que afetou seus esforços para revogar o
Obamacare há quatro meses.
Desde que Trump assumiu em janeiro, ele e seus colegas
republicanos, que são maioria nas duas Casas do Congresso, não
aprovaram nenhuma grande legislação, um fato que querem mudar
antes de enfrentarem os eleitores nas eleições de meio de
mandato para o Congresso em 2018.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS CMO ES


Assuntos desta notícia