Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

LIMA, 22 Nov (Reuters) – A Procuradoria do Peru informou na
terça-feira que realizou operações em ao menos 12 endereços
residenciais de Lima como parte de uma investigação sobre
suposto pagamento de propina por parte da empreiteira Odebrecht
no país.
As operações nos 12 imóveis foram autorizadas por um juiz de
uma turma de um tribunal especializado na corrupção de
funcionários peruanos a pedido da Procuradoria que investiga o
caso, segundo mensagem do Poder Judiciário publicada no Twitter.
A construtora Odebrecht admitiu ter pago ao menos 29 milhões
de dólares em suborno para ganhar a concessão de obras públicas
no Peru entre 2005 e 2014, durante os governos dos
ex-presidentes Alejandro Toledo, Alan García e Ollanta
Humala.
"Equipe especial do Ministério Público realiza operações em
12 imóveis em Lima e Callao em investigação pelo suposto
pagamento de propinas da Odebrecht a campanha presidencial",
disse a Procuradoria no Twitter, sem fornecer mais detalhes.
(Reportagem de Marco Aquino)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 22237141))
REUTERS MCP PF


Assuntos desta notícia