Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A BORDO DE AVIÃO DO GOVERNO DOS EUA (Reuters) – O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, negou na quarta-feira que os Estados Unidos tenham a intenção de formar uma força na fronteira entre Síria e Turquia, afirmando que o assunto, que provocou reação indignada de Ancara, foi "mal interpretado".

A Turquia chegou a anunciar uma incursão iminente no distrito sírio de Afrin após Washington dizer que ajudaria as Forças Democráticas da Síria, lideradas por milícias curdas, a formarem uma nova e fortalecida tropa de 30.000 homens na fronteira.

MetaTrader 300×250

Na quarta-feira, a Turquia disse que não hesitaria em tomar ações em Afrin e em outras regiões sírias ao longo da fronteira a menos que os Estados Unidos retirassem seu apoio à nova força.

Tillerson disse a repórteres que se encontrou com o ministro turco das Relações Exteriores em Vancouver na terça-feira para esclarecer a situação.

"Essa situação inteira tem sido mal interpretada, mal descrita. Algumas pessoas falam de forma equivocada. Não estamos criando uma força de fronteira de forma alguma", disse Tillerson a bordo de sua aeronave em viagem de volta a Washington a partir do Canadá, onde participou de uma reunião sobre a Coreia do Norte.

"Lamento que comentários feitos por algumas pessoas tenham deixado essa impressão. Não é isso que estamos fazendo".
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180118T092301+0000


Assuntos desta notícia