Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira que há uma "unidade absoluta" em seu ministério, dias após ter reconhecido que será "inevitável" fazer uma reforma ministerial.

"Quando vejo o nosso ministério, não há uma desintegração sequer no nosso ministério. Há uma unidade absoluta", disse o presidente durante discurso em evento para anunciar ações sociais no Rio de Janeiro, com a presença de diversos ministros.

MetaTrader 300×250

Partidos da base aliada, principalmente do centrão, têm cobrado que Temer retire dos cargos ministros do PSDB, partido que não deu apoio maciço a ele na votação das denúncias, mas ocupa pastas importantes, como Cidades e Secretaria de Governo.

Na semana passada, o presidente afirmou que a reforma será "inevitável", mas que saberá o "momento certo" de fazê-la. [nL1N1NF2TI]

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171113T143056+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation