Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

ROMA, 29 Nov (Reuters) – O presidente libanês, Michel Aoun,
disse que Saad al-Hariri "certamente" permanecerá como
primeiro-ministro do país e que a crise política do Líbano será
resolvida em alguns dias, relatou um jornal italiano, nesta
quarta-feira.
"Nós acabamos de terminar conversas com todas as forças
políticas, dentro e fora do governo. Há um amplo acordo", disse
Aoun durante visita à Itália, segundo o jornal La Stampa.
Hariri renunciou ao cargo em pronunciamento televisionado
enquanto estava na Arábia Saudita no dia 4 de novembro,
desencadeando uma crise política no Líbano, que levou a uma
briga regional entre Riad e seu maior inimigo na região, o Irã.
Aoun não aceitou sua renúncia, acusando a Arábia Saudita de
manter Hariri em Riad contra sua vontade e de forçá-lo a
renunciar. Hariri retornou a Beirute no dia 22 de novembro e
adiou sua saída do cargo.
(Reportagem de Isla Binnie em Roma)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 22237141))
REUTERS MCP ES


Assuntos desta notícia