Clicky

Chart Trading 728×90

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – O Palácio do Planalto aprovou o relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) pelo arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentado nesta segunda-feira na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, e dá a situação na Casa como "resolvida", disseram à Reuters fontes palacianas.

Profitchart Pro 300×250

"O parecer foi consistente, deve ser aprovado na CCJ e no plenário e tudo está dentro do roteiro", disse uma das fontes.

Nos últimos dias, Temer intensificou a agenda com parlamentares, chegando a receber mais de 50 deputados em um dia. Nesta terça, recebeu grupos para tratar de temas como Funrural e RenovaBio, que atendem interesses específicos, por exemplo da Frente Parlamentar da Agropecuária.

As agendas, no entanto, são menos intensas do que na primeira denúncia. Inicialmente, o governo queria obter mais votos na CCJ do que na primeira denúncia, em que venceu por 40 a 25 votos, mas as indicações são de que pode até mesmo perder um ou dois votos.

Segundo um auxiliar presidencial, isso não preocupa o Planalto. "Não há preocupação com placar. A situação está consolidada, está resolvida. Não há necessidade de um esforço para montar um placar sem desgastes maiores", disse.

A votação na CCJ deve acontecer na próxima semana. O governo espera ver a situação resolvida no plenário da Câmara até o dia 23 de outubro.
2017-10-10T232945Z_1_LYNXMPED992AO_RTROPTP_1_POLITICA-PLANALTO-DENUNCIA.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20171010:nRTROPT20171010232945LYNXMPED992AO Presidente Michel Temer durante cerimônia no Palácio do Planalto em Brasília OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171010T232945+0000 20171010T232945+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation