Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

BRASÍLIA (Reuters) – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), divergiu do colega Edson Fachin e votou, nesta quarta-feira, contra a possibilidade de a Corte ter poderes para decretar quaisquer medidas cautelares contra parlamentares, como o eventual afastamento do exercício do mandato.

Moraes manifestou-se também no sentido de que, se a tese principal de seu voto for vencida, que ao menos caberá à Câmara ou ao Senado decidir se concorda com a adoção da medida cautelar.

MetaTrader 300×250

(Por Ricardo Brito)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171011T182626+0000


Assuntos desta notícia