Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

AACHEN, Alemanha, 10 Mai (Reuters) – O presidente da França,
Emmanuel Macron, exortou a Alemanha a ser ousada em sua ambição
por uma renovação europeia, dizendo que a União Europeia não
pode se dar o luxo de mostrar fraqueza e divisão diante de
ameaças externas e do ressurgimento do nacionalismo dentro de
suas fronteiras.
Ao receber o prêmio Carlos Magno por oferecer uma "visão de
uma nova Europa" em Aachen, cidade do centro da Alemanha, Macron
disse sem meias palavras que é hora de Berlim desistir de sua
obsessão com um superávit orçamentário, uma conquista que ele
afirmou ter sido obtida à custa de outros.
Ele disse que a Europa precisa ser mais ambiciosa em seu
financiamento para defender seus interesses e ajudar a criar uma
convergência econômica e fiscal entre os países-membros.
"É por isso que acredito em uma zona do euro mais forte,
mais profundamente integrada, com seu próprio orçamento,
permitindo investimentos e convergência", afirmou Macron depois
de se tornar somente o segundo presidente francês no exercício
do cargo a receber a prestigiosa honraria.
A chanceler alemã, Angela Merkel, fez um discurso elogiando
os esforços do colega francês para fortalecer a integração
europeia.
"Caro Emmanuel, eu o parabenizo do fundo do coração. Seu
entusiasmo, seu comprometimento, sua coragem estão empolgando
outros", afirmou. "Você está repleto de ideias e ressuscitou o
debate europeu".
Embora seja pródiga em elogios ao líder de 40 anos desde que
ele chegou ao poder um ano atrás, Merkel está se mostrando o
maior obstáculo às ambições de Macron por uma Europa mais
integrada política e economicamente.
Macron jogou água fria nas ideias de Macron para revigorar a
UE, que incluem um orçamento próprio para o bloco de moeda
única, um único ministro das Finanças e outras medidas para
reforçar a união econômica e monetária.
(Reportagem da Reuters TV, em Aachen; Richard Lough, em
Paris; e Michael Nienaber, em Berlim)
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))
REUTERS PF


Assuntos desta notícia