Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por David Ingram
MENLO PARK, 15 Mai (Reuters) – O número de postagens no
Facebook mostrando violência aumentou nos primeiros três
meses do ano em relação ao trimestre anterior, possivelmente
impulsionado pela guerra na Síria, disse a rede social nesta
terça-feira.
O Facebook disse em relatório escrito que de cada 10 mil
itens de conteúdo vistos no primeiro trimestre, estima-se que 22
a 27 peças contenham violência ilustrada, acima de uma
estimativa de 16 a 19 no ano passado.
A empresa removeu ou colocou uma tela de alerta para a
violência ilustrada na frente de 3,4 milhões de peças de
conteúdo no primeiro trimestre, quase o triplo dos 1,2 milhão do
trimestre anterior, de acordo com o relatório.
O Facebook não sabe exatamente por que pessoas estão
postando mais violência, mas acredita que a continuação dos
combates na Síria pode ter sido uma das razões, disse Alex
Schultz, vice-presidente de análise de dados do Facebook.
"Sempre que uma guerra começa, há um grande aumento na
violência", disse Schultz a repórteres na sede do Facebook.
Maior empresa de mídia social do mundo, o Facebook nunca
divulgou dados detalhados sobre os tipos de postagens que são
tiradas do ar por violação de regras.
"Esses tipos de métricas podem ajudar nossas equipes a
entender o que realmente está acontecendo com mais de 2 bilhões
de pessoas", disse ele.
A empresa tem uma política de remover conteúdo que exalta o
sofrimento dos outros. Em geral, deixa a violência ilustrada com
uma tela de aviso caso tenha sido postada com outra finalidade.

(Por David Ingram)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447509))
REUTERS SI AAP

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation