Clicky

MetaTrader 728×90

BRUXELAS, 7 Dez (Reuters) – O mandato do ministro português
das Finanças, Mario Centeno, como presidente dos ministros das
Finanças da zona do euro não mudará as políticas do poderoso
órgão de decisão, disse o atual presidente Jeroen Dijsselbloem
ao Parlamento Europeu nesta quinta-feira.
Questionado se a nomeação de Centeno, um socialista,
significa que os ministros das finanças da zona do euro
acabariam com a política de austeridade, Dijsselbloem disse:
"Acho que não é um debate. A estratégia do Eurogrupo nunca
foi definida por uma abordagem unidimensional de austeridade.
Então acho que nossa estratégia não mudará fundamentalmente."
"Uma grande parte da estratégia está, naturalmente, firmada
no Pacto de Estabilidade e Crescimento e em outros acordos entre
nós. Parte da estratégia também é para coordenar o setor
financeiro e levar os bancos de volta à atividade", disse ele.

"Então, a mudança da presidência não significa que as
políticas vão mudar de repente –elas foram fundamentadas em
acordos entre nós e ainda haverá decisões no Eurogrupo por
unanimidade", disse Dijsselbloem.
(Por Jan Strupczewski)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7509))
REUTERS TF CMO

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation