Clicky

Profitchart Pro 728×90

WASHINGTON/PARIS (Reuters) – Os Estados Unidos irão deixar a Unesco, a agência de educação e cultura da Organização das Nações Unidas (ONU), a partir de 31 de dezembro deste ano, anunciou o Departamento de Estado norte-americano em comunicado nesta quinta-feira.

"Essa decisão não foi tomada facilmente, e reflete as preocupações dos EUA com crescentes contas atrasadas na Unesco, a necessidade de reformas fundamentais na organização e o contínuo viés anti-Israel na Unesco", disse o departamento, acrescentando que os EUA irão buscar "continuar engajados… como Estado observador não membro, de forma a contribuir com as visões, perspectivas e expertise dos EUA".

Chart Trading 300×250

A Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lamentou a decisão dos EUA.

"Após receber notificação oficial do secretário de Estado dos EUA, sr. Rex Tillerson, como diretora-geral da Unesco eu quero expressar meu profundo lamento com a decisão dos Estados Unidos da América de se retiraram da Unesco", disse a diretora-geral da agência, Irina Bokova, em comunicado.

A diretora-geral acrescentou que a decisão dos EUA representa uma derrota para o multilateralismo e para a família ONU.

Os Estados Unidos haviam cancelado em 2011 sua contribuição financeira substancial para a Unesco em protesto contra decisão da agência de conceder ao palestinos o status de membros plenos.

(Reportagem de Susan Heavey e Sudip Kar-Gupta)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171012T133223+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation