Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

A notícia do final desta tarde publicada pelo The Wall Street Journal dava conta de que a Coreia do Norte teria cancelado as conversações de alto nível com a Coreia do Sul e ameaçava o encontro com o presidente Donald Trump e Kim Jong-un marcado para o próximo dia 12 de junho.

De acordo com o jornal, a decisão tinha como foco as objeções a exercícios militares conduzidos pelos Estados Unidos e pela Coreia do Sul.

MetaTrader 300×250

A Agência Central de Notícias norte-coreana citou os exercícios envolvendo as forças aéreas sul-coreanas e americanas como uma grande preocupação, classificando as manobras como um ensaio para uma invasão, de acordo com a agência de notícias da Coreia do Sul, Yonhap.

O exercício é “uma provocação militar intencional que vai contra o desenvolvimento político positivo na península coreana”, disse a Coreia do Norte, segundo o relatório da Yonhap. “Os Estados Unidos também terão que empreender deliberações cuidadosas sobre o destino da planejada cúpula norte-coreana e norte-americana, à luz desse tumulto militar provocativo conduzido em conjunto com as autoridades sul-coreanas.”

Em Washington, a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, disse que as autoridades americanas não receberam nenhuma indicação de que a planejada cúpula do dia 12 de junho está em risco por causa das manobras deste mês.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation