Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

BRASÍLIA (Reuters) – Uma empresa de nome "Guarujapar" arrematou o tríplex do Guarujá atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 5 minutos do fim do leilão nesta terça-feira.

A empresa, que informa no site de leilões ter sede em Brasília, apresentou um lance mínimo de 2,2 milhões de reais no imóvel — ainda vai pagar outros 110 mil reais de comissão.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Foi o único lance recebido até o final do pregão, apesar de ter havido mais de 55 mil visitas à página eletrônica do apartamento.

O tríplex foi colocado à venda pelo juiz federal Sérgio Moro, que condenou Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo que ficou popularmente conhecido como do tríplex.

Pela descrição no site, o imóvel leiloado tem 215 metros quadrados de área privativa, 4 quartos, 2 suítes, churrasqueira e 2 vagas de garagem. Segundo o Ministério Público Federal, a unidade foi uma propina da empreiteira OAS ao ex-presidente em troca de beneficiar a construtora em negócios na Petrobras.

O petista, que por esse processo cumpre pena de prisão desde o dia 7 de abril, sempre negou ser dono do imóvel.

(Por Ricardo Brito)
2018-05-15T180738Z_1_LYNXNPEE4E1HF_RTROPTP_1_POLITICA-TRIPLEX-LEILAO.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20180515:nRTROPT20180515180738LYNXNPEE4E1HF Manifestantes ocupam tríplex no Guarujá atribuído a Lula OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180515T180738+0000 20180515T180738+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation