Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

HAVANA (Reuters) – O ministro de Relações Exteriores de Cuba e seu homólogo norte-coreano rejeitaram, na quarta-feira, demandas "unilaterais e arbitrárias" dos Estados Unidos, expressando preocupação com as crescentes tensões na Península Coreana, afirmou o ministério cubano em comunicado.

A Coreia do Norte está buscando apoio em meio à pressão sem precedentes por parte dos Estados Unidos e a comunidade internacional para abandonar seus programas de míssil e armas nucleares, que tem desenvolvido em desafio a resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

A Coreia do Norte, que esconde seus planos de desenvolver um míssil capaz de atingir o território norte-americano, tem mantido boas relações políticas com Cuba desde 1960, apesar da oposição da ilha a armas nucleares.

Alguns diplomatas disseram que Cuba também é um dos poucos países que pode ser capaz de convencer Pyongyang a se distanciar do atual confronto com os Estados Unidos, que ameaça chegar a uma guerra.

Os ministros, que se encontraram em Havana, pediram por "respeito à soberania dos povos" e por uma "solução pacífica das disputas", de acordo com comunicado divulgado pelo Ministério de Relações Exteriores de Cuba.
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171123T092432+0000


Assuntos desta notícia