Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Michelle Nichols
NAÇÕES UNIDAS, 13 Nov (Reuters) – A Coreia do Norte se
queixou à Organização das Nações Unidas (ONU) nesta
segunda-feira sobre exercícios militares conjuntos dos Estados
Unidos e da Coreia do Sul, que descreveu como "a pior situação
de todos os tempos" porque equipamentos nucleares dos EUA foram
mobilizados prontos para atacar.
Em uma carta ao secretário-geral da ONU, António Guterres,
vista pela Reuters, o embaixador norte-coreano, Ja Song Nam,
disse que os EUA estão "enlouquecendo por exercícios de guerra
introduzindo equipamentos nucleares de guerra dentro e ao redor
da Península Coreana".
Três grupos de ataque de porta-aviões norte-americanos
participaram do exercício conjunto no Pacífico Ocidental, uma
demonstração de força rara realizada enquanto o presidente
Donald Trump visita a Ásia. A última vez em que três grupos de
ataque de porta-aviões se exercitaram juntos no local havia sido
em 2007.
Seul disse que o exercício conjunto, que deve terminar na
terça-feira, foi uma resposta às provocações nucleares e de
mísseis da Coreia do Norte e uma demonstração de que tais
avanços de Pyongyang podem ser repelidos com "força esmagadora".
Mas Ja disse que Washington tem culpa pela escalada nas
tensões e acusou o Conselho de Segurança da ONU de ignorar "os
exercícios de guerra nuclear dos Estados Unidos, que estão
determinados a causar um desastre catastrófico à humanidade".
Ja pediu a Guterres que leve à atenção do conselho de 15
membros, por meio do raramente usado Artigo 99 da Carta da ONU,
"o perigo representado pelos exercícios de guerra nuclear dos
EUA, que são ameaças claras à paz e à segurança internacionais".
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447505))
REUTERS MPP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation