Clicky

MetaTrader 728×90

BRASÍLIA, 10 Out (Reuters) – A Comissão de Constituição e
Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados interrompeu a reunião
desta terça-feira em que estavam previstas a apresentação e
leitura do parecer sobre a denúncia contra o presidente Michel
Temer e dois ministros.
O relator do caso, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG),
havia acabado de chegar à Câmara para ler seu parecer, mas a
reunião da CCJ teve de ser interrompida por que a ordem do dia
no plenário havia sido iniciada. Pelo regimento, nenhuma outra
comissão pode deliberar ou dar andamento a processos enquanto
houver votações no plenário da Casa.
Ao chegar, Bonifácio afirmou que a acusação do crime de
organização criminosa dirigida a Temer, e aos ministros Moreira
Franco (Secretaria-Geral da Presidência), e Eliseu Padilha (Casa
Civil), é a parte "fundamental" de seu parecer, com cerca de 30
páginas.
(Reportagem de Maria Carolina Marcello; Edição de Eduardo
Simões)
(([email protected]; 55 11 5644 7759;
Reuters Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia