Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

CIDADE DO MÉXICO, 16 Mai (Reuters) – A candidata
independente mexicana Margarita Zavala se retirou nesta
quarta-feira da eleição presidencial de 1º de julho,
possivelmente impulsionando o candidato segundo colocado, um
ex-colega do Partido Ação Nacional (PAN), de centro-direita.
Em entrevista à emissora Televisa, Zavala, que tinha pouca
força em pesquisas de opinião, disse ter deixado a corrida por
“honestidade política”.
O peso subiu contra o dólar após a notícia se tornar
pública, com traders dizendo que o crescimento pode ter
refletido crenças de que a saída de Zavala irá beneficiar um
candidato amigável ao mercado.
Jorge Guajardo, um assessor próximo de Zavala e
ex-embaixador do México na China, disse que Zavala não irá
apoiar um dos candidatos restantes.
Zavala, esposa do ex-presidente mexicano Felipe Calderón,
foi no passado uma das favoritas, mas seu apoio caiu desde que
optou por concorrer em uma campanha solo.
Uma pesquisa de opinião publicada na terça-feira pelo
instituto de pesquisas Consulta Mitofsky mostrou que Zavala
possuía o apoio de 2,7 por cento dos eleitores, ficando em
último lugar entre cinco candidatos.
Andrés Manuel López Obrador, da esquerda, tem uma forte
liderança na maioria das pesquisas, e estava mais de 12 pontos
percentuais à frente de seu rival mais próximo, Ricardo Anaya,
na pesquisa da Consulta Mitofsky.
Anaya, um ex-presidente do PAN, está concorrendo por uma
aliança direita-esquerda. Zavala foi integrante do PAN até sair
para concorrer como independente em outubro, se queixando de que
a liderança do partido havia frustrado suas ambições
presidenciais.
(Reportagem de Dave Graham)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS TR


Assuntos desta notícia

Join the Conversation