Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

(Texto atualizado com mais detalhes)
Por John Geddie e Dewey Sim
CINGAPURA, 11 Jun (Reuters) – O recluso líder da Coreia do
Norte, Kim Jong Un, fez um passeio noturno por Cingapura nesta
segunda-feira, posando com autoridades da cidade-Estado em um
jardim tropical antes de visitar uma piscina no topo de um hotel
a beira-mar, para surpresa dos hóspedes.
Kim desembarcou em Cingapura no domingo para uma cúpula
histórica na terça-feira com o presidente dos Estados Unidos,
Donald Trump, com objetivo de fazer a Coreia do Norte abandonar
suas armas e mísseis nucleares em troca de incentivos econômicos
e garantias de segurança.
O jovem líder norte-coreano está sob forte segurança em um
hotel no centro da cidade e não apareceu em público nesta
segunda-feira até por volta das 21h, no horário local, quando um
de seus seguranças andando pelo lobby do hotel gritou “está tudo
pronto!”.
Kim então surgiu em seu terno de estilo Mao para andar até
uma limusine preta, acompanhado por sua irmã, Kim Yo Jong, e
assessores.
A equipe da Reuters na cidade monitorou sua comitiva, que
incluiu ônibus repletos de seguranças e assessores e foi
escoltada por dezenas de policiais de Cingapura em motocicletas.
Sua primeira parada foi um parque com instalações futuristas
em formatos de árvores, o Jardins da Baía, que também possui a
maior estufa de vidro e a cachoeira indoor mais alta do mundo.
Ele se juntou ao ministro das Relações Exteriores de
Cingapura, Vivian Balakrishnan, que tuitou uma selfie com um
sorridente Kim e com o ministro da Educação de Cingapura, Ong Ye
Kung, tirada com um fundo de flores e a hashtag #Guesswhere
(#AdivinheAonde).
Kim agradeceu as autoridades de Cingapura por mostrarem a
cidade tão tarde da noite, informou a agência de notícias
estatal da Coreia do Norte.
Kim então parou no hotel Marina Bay Sands, que lembra uma
gigante prancha de surf, para olhar do jardim no topo do prédio
a piscina de borda infinita e as brilhantes luzes da cidade.
Cingapura é “limpa e bela”, disse Kim no deck de observação,
acrescentando que buscava aprender com o conhecimento e
experiência da nação do sudeste asiático. Ele achou o país
impressionante, acrescentou a agência de notícias oficial KCNA.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS TR


Assuntos desta notícia

Join the Conversation