Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Kaori Kaneko
TÓQUIO, 6 Jun (Reuters) – A economia do Japão deve ter
recuado menos do que o inicialmente estimado no primeiro
trimestre, reforçando a visão de que rapidamente recuperará
força nos próximos meses, segundo pesquisa da Reuters divulgada
nesta quarta-feira.
Pressionada pela fraca demanda doméstica e pela
desaceleração das exportações, a terceira maior economia do
mundo provavelmente encolheu 0,4 por cento no primeiro trimestre
de 2018, menos do que a leitura preliminar de contração de 0,6
por cento, mostrou a pesquisa realizada com 16 economistas.
Numa base trimestral, a atividade deverá recuar 0,1 por
cento, marginalmente menor do que a queda de 0,2 por cento
indicada nos dados preliminares. Os números revisados ??serão
divulgados na sexta-feira.
As expectativas de contração mais branda foram motivadas
pela visão menos pessimista dos gastos das empresas. As despesas
de capital aumentaram 0,2 por cento no trimestre, ante queda de
0,1 por cento nos dados preliminares.
"O aumento esperado nos gastos de capital provavelmente
ajudou o PIB a ser revisado para cima", disse o economista-chefe
do Dai-ichi Life Research Institute, Yoshiki Shinke.
"Mas não há mudança (no entendimento de que) a economia
tenha desacelerado temporariamente no início deste ano, depois
de ter crescido solidamente".
Muitos economistas projetam que a economia vai se recuperar
no segundo trimestre e retornará a uma tendência de crescimento
moderado, mas dados fracos nesta terça-feira levantaram a
possibilidade de uma recessão.
Os gastos das famílias caíram inesperadamente em abril e a
atividade do setor de serviços desacelerou em maio. Também a
produção industrial cresceu menos que o esperado em abril.
(Por Kaori Kaneko)
((Tradução Redação São Paulo; +55 11 56447509))
REUTERS TH PD


Assuntos desta notícia

Join the Conversation