Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

MADRI (Reuters) – O socialista Pedro Sánchez tomou posse no sábado como sétimo chefe de governo da Espanha desde seu retorno à democracia no final dos anos 1970, substituindo o veterano conservador Mariano Rajoy, que foi destituído na sexta-feira por causa de um escândalo de corrupção.

Um dos principais desafios de Sánchez será tentar encontrar uma saída para a crise na rica região da Catalunha, onde um novo governo nacionalista foi empossado neste sábado.

MetaTrader 300×250

Sánchez foi empossado como primeiro-ministro espanhol diante do rei Felipe com a mão direita sobre a constituição – a primeira vez que isso não foi feito com a Bíblia ou um crucifixo.

Sánchez tornou-se primeiro-ministro, com apenas 84 assentos para seu Partido Socialista na assembleia de 350 membros, graças ao apoio do partido de esquerda Podemos e de partidos nacionalistas menores.

Ele disse que pretende conduzir o país até meados de 2020, quando o mandato parlamentar terminar.

Mas sua maioria – a menor de um governo espanhol desde o retorno à democracia após a morte de Francisco Franco, em 1975, não deixa claro quanto tempo seu governo pode durar.

(Reportagem de Jesús Aguado)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180602T131045+0000


Assuntos desta notícia