Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por William James
EDIMBURGO/LONDRES, 13 Jun (Reuters) – Parlamentares do
Partido Nacional Escocês (SNP) saíram do Parlamento britânico
nesta quarta-feira para protestar o que descrevem como a voz da
Escócia sendo ignorada em relação ao Brexit.
O parlamentar Ian Blackford, no SNP, foi expulso da Câmara
pelo presidente do Parlamento porque se recusou a sentar após
exigir um novo debate sobre a Escócia e o Brexit. Opositores
disseram que a atitude foi planejada com antecedência,
acontecendo durante as perguntas da primeira-ministra, o momento
mais importante da semana parlamentar.
Blackford foi acompanhado pelos outros 35 parlamentares do
partido. Depois, ele disse à emissora BBC que o governo está
passando por cima da Escócia para conseguir legislações
necessárias para garantir um quadro legal ao Reino Unido após a
saída da União Europeia.
"Não vamos nos iludir –isso é uma crise constitucional",
disse.
O SNP diz que agora irá tentar desenvolver um novo acordo de
compartilhamento de poder para a Escócia, disse à Reuters o
ministro para o Brexit Michael Russell. O complexo esforço deve
complicar a agenda da primeira-ministra britânica, Theresa May,
enquanto tenta negociar o Brexit.
Divergências sobre o Brexit têm desgastado as relações entre
as quatro nações do Reino Unido. Escócia e Irlanda do Norte
votaram para permanecer na União Europeia no referendo de 2016,
enquanto o País de Gales e a Inglaterra escolheram deixar o
bloco.
Na terça-feira, parlamentares britânicos aprovaram a
imposição de legislação do Brexit que inclui medidas que afetam
a Escócia em áreas como agricultura e pesca. Entretanto, o
Parlamento escocês havia rejeitado essas mesmas medidas no mês
passado com o apoio de todos os partidos, com exceção dos
conservadores escoceses.
((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 22237141))
REUTERS MCP ES


Assuntos desta notícia

Join the Conversation