Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

O Juiz Federal da 13ª Vara de Curitiba (PR), Sérgio Moro, acaba de divulgar a sentença do ex- presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, a nove anos e seis meses por corrupção passiva e de lavagem de dinheiro em primeira instância. Porém, Lula foi absolvido da acusação de manter ativos da União e também é réu em mais quatro processos. Na sentença de hoje, ele poderá responder em liberdade até em segunda instância. “Considerando o trauma que uma prisão provocaria”, diz Moro.

Na sentença de mais de 220 páginas, Moro decretou o confisco do apartamento do Guarujá, concluindo que o imóvel foi doado pela OAS como pagamento de propina e reformado a pedido da família Silva.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Moro negou o pedido da defesa do ex-presidente para que fossem juntados à ação penal que julgava a propriedade do tríplex no Guarujá 11 depoimentos colhidos em outro processo da Operação Lava Jato.

“A instrução já se encerrou faz tempo, as alegações finais foram apresentadas e o processo está concluso para sentença”, justificou o magistrado. Ao indeferir o pedido, Moro disse, ainda, que os depoimentos “sequer são relevantes para o julgamento da presente [ação penal]”.

Ao pedir a Moro que os depoimentos fossem emprestados de um processo a outro, os advogados de Lula argumentaram que tais provas “demonstram diversas inconsistências das hipóteses acusatórias comuns à acusação desta ação penal”.

Ao final, Moro “considera não ter satisfação na sentença e que foi tomada pelos crimes.”


Assuntos desta notícia