Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) do mês de novembro apresentou variação de 0,21%, taxa 0,21 ponto percentual (p.p.) abaixo da apurada em outubro, quando o índice registrou variação de 0,42%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 2,10%, no ano e, 2,29%, nos últimos 12 meses. Os dados foram apresentados hoje pela FGV/IBRE.

Em novembro, o IPC-BR registrou variação de 0,36%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 3,35%, nível acima do registrado pelo IPC-C1, conforme ilustra a tabela a seguir.

MetaTrader 300×250

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas de variação: Alimentação (0,31% para -0,47%), Habitação (1,06% para 0,92%), Comunicação (0,60% para -0,42%), Vestuário (0,07% para -0,17%) e Despesas Diversas (0,49% para 0,13%). Nestes grupos, os destaques partiram dos itens: hortaliças e legumes (11,04% para -2,44%), gás de bujão (3,93% para 1,74%), tarifa de telefone residencial (0,00% para -1,75%), roupas (0,17% para -0,33%) e cigarros (1,05% para 0,02%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos: Transportes (-0,20% para 0,58%), Educação, Leitura e Recreação (-0,08% para 0,53%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,21% para 0,23%) apresentaram acréscimo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, destacam-se os itens: gasolina (-0,01% para 3,00%), passagem aérea (-9,42% para 6,23%) e salão de beleza (0,09% para 0,46%), respectivamente.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation