Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais na manhã desta segunda-feira (12).

ÁSIA – Ao final, o índice Asia Dow ficou em alta de 1,47% a 3.688. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 1,93% aos 31.594. O Xangai Composite ficou em alta de 0,59% aos 3.326. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em alta de 1,00% aos 2.484 pontos. O índice FTSE Straits, Cingapura, ficou em alta de 1,57% aos 3.540. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,83% aos 33.917. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,65% a 21.824. O índice XJO, bolsa de Sidney ficou em alta de 0,55% aos 5.996. As bolsas asiáticas fecharam o pregão desta segunda-feira com ganhos, seguindo o rali dos índices acionários de Nova York, que, na sexta-feira. O índice MSCI Asia Pacific ficou em alta de 1,3%. Na China, as altas das ações de produtores de metais básicos, fabricantes de chips e companhias aéreas levaram o índice Composto de Xangai a fechar o dia com alta. Apenas o Japão divulga indicadores.

MetaTrader 300×250

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em alta de 0,26% aos 379.14, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,15% aos 22.779; o Ibex 35 (Madri) estava em alta de 0,36% aos 9.721; o DAX 30 (Frankfurt) segue em alta de 0,41% aos 12.397; o FTSE-100 (Londres) seguia em queda de 0,20% a 7.210; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,09% aos 5.278; e o PSI-20 (Lisboa) estava em alta de 0,51% aos 5.451. Na prevalece o bom humor da Ásia. O euro troca de mãos a US$ 1,2328, subindo ante o valor de US$ 1,2310 do fim de sexta-feira. Sem agenda na Europa.

ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) opera em alta de 0,16% aos 2.793. O Dow Jones (futuros) opera em alta de 0,14% aos 25.396. O Nasdaq (futuros) segue em alta de 0,34% aos 7.148. Os índices futuros estão em alta, com apetite ao risco sendo alimentado pelas boas perspectivas que cercam a economia local. Os dados divulgados na sexta-feira, mostraram um mercado de trabalho robusto e inflação salarial abaixo do esperado em fevereiro, empurrando para segundo plano os temores com a guerra comercial. O dólar opera com queda moderada diante da cesta de moedas representada pelo índice DXY, que recua 0,05%, no momento. O juro de 10 anos avança a 2,898% ao ano, de 2,891% no final da sexta-feira. Agenda fraca deve marcar a alta em Wall Street.

Commodities

O petróleo referência, Brent, segue em queda na bolsa de Futuros de Londres a 0,46% a US$65,00 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 0,97%, cotado a US$ 61,44 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em queda de 0,23% a US$69,93 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.080,10, alta de 1,03%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.027,70 a tonelada e em alta de 1,59%.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL – A bolsa de valores de São Paulo opera em alta. As preocupações com as medidas protecionistas de Trump ficam em segundo plano, enquanto os investidores aguardam os dados de inflação que serão divulgados na China e nos Estados Unidos nos próximos dias. O dólar deve manter a volatilidade. O Boletim Focus apresentou mais uma retração para a projeção de inflação. Papéis da Sabesp devem reagir a proposta de Restruturação Societária.

AGENDA – Segunda-feira
No Brasil, o Boletim Focus, o IPC-FIPE e a Balança Comercial. Nos Estados Unidos, o Orçamento Mensal. No Japão, o IPP e as Ordens de Máquinas.


Assuntos desta notícia