Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais na manhã desta quarta- feira (13).

ÁSIA – Ao final da jornada, o índice Asia Dow ficou em queda de 0,11% aos 3.517. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em queda 0,28% aos 27.894. O índice Nikkei 225 ficou em alta de 0,45% aos 19.865. O Xangai Composite ficou em alta de 0,14% aos 3.384. O índice Kospi, Coreia do Sul, fechou em queda de 0,22% aos 2.360 pontos. O índice FTSE Straits, Singapura, ficou em queda de 0,16% aos 3.235. Na Ásia, na sequência dos ganhos em Wall Street, as bolsas fecharam no azul. No Japão, a bolsa de Tóquio manteve a alta pela terceira sessão consecutiva. O dólar pesou sobre o iene, o que acabou puxando as ações dos exportadores. Para hoje são esperados indicadores da China.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em queda de 0,15% aos 380.82, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) estava em alta de 0,08% aos 22.246; o Ibex 35 (Madri) estava em alta de 0,17% aos 10.353; o DAX 30 (Frankfurt) estava em alta de 0,05% aos 12.531; o FTSE-100 (Londres) estava em queda de 0,32% aos 7.377; o CAC 40 (Paris) estava em alta de 0,02% aos 5.209 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) estava em alta de 0,36% aos 5.156. Na Europa, as bolsas operam sem direção, com um pouco de realização e já com as atenções para as eleições na Alemanha no final do mês. O euro é negociado a US$ 1,1974 de US$ 1,1965 no fim da tarde de ontem. Na agenda, foi divulgada a produção industrial da Zona do Euro, que subiu 0,1% em julho ante junho (mais informações em INDICADORES).

ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) opera em queda de 0,13% aos 2.490; o Dow Jones (futuros) opera em queda de 0,06% aos 22.075; e o Nasdaq (futuros) segue em queda de 0,19% aos 5.992. Em dia de indicadores importantes, Wall Street deve ficar volátil com os ganhos da sessão anterior. O índice DXY, que acompanha o valor do dólar frente a uma cesta de moedas, mostra leve recuo em relação ao nível de ontem, enquanto o yield do T-Bond de 10 anos encontra-se em 2,164%, contra 2,169% de ontem à tarde. A divulgação dos estoques de petróleo deve puxar no preço da commoditie, que segue em alta.

Commodities

O petróleo WTI segue em alta de 0,87%, cotado a US$ 48,65 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,25% aos US$76,56 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$903,87, alta de 0,91%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$883,01 e alta de 0,34%, a tonelada.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL- Para esta sessão, o Ibovespa, que ontem atingiu recorde, deve devolver. Conforme já era esperada, chegou o segundo pedido de denuncia contra o presidente Michel Temer. O que era otimismo ontem voltou a ser cautela, embora a base aliada no Congresso segue mantendo o discurso, bem como o próprio presidente, de que as decisões sobre as reformas vão prosseguir. O dólar comercial deve seguir na contramão do mercado acionário.

AGENDA – Quarta-feira

No Brasil, o IPC – Fipe, Volume de Serviços e Fluxo Semanal. Na Alemanha, o CPI Harmonizado. No Reino Unido, a Taxa de Desemprego. Na Zona do Euro, a Produção Industrial e o Emprego. Nos Estados Unidos, o PPI, os Estoques de Petróleo e o Resultado Fiscal. Na China, as Vendas do Varejo, Investimentos em ativos fixos e a Produção Industrial.


Assuntos desta notícia