Clicky

MetaTrader 728×90

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais na manhã desta quinta -feira (29).

CENÁRIO EXTERNO

MetaTrader 300×250

ÁSIA- O índice MSCI Asian Pacific fechou em alta de 0,6% em Hong Kong.O índice Asia Dow subiu 0,63% para 3.372. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 1,10% aos 25.965. O Xangai Composite ficou em alta de 0,47% aos 3.188. O Nikkei 225, bolsa do Japão, ficou em alta de 0,45% aos 20.220 pontos. O índice Kospi, Coreia do Sul, fechou em alta de 0,42% aos 2.388 pontos. O índice Sensex, bolsa da Índia, fechou em alta de 0,08% aos 30.857. O índice FTSE Straits Times de Singapura fechou em alta de 1,34% aos 3.258. As principais bolsas da Ásia fecharam o pregão de hoje em alta, impulsionadas por ações do setor financeiro e de mineradoras, além da recuperação das ações de tecnologia. Na China, os papeis do China Merchant Bank foram um dos destaques de alta que levaram o índice Composto da bolsa de Xangai a apurar valorização de 0,47%. O iene ficou próximo da estabilidade ante o dólar, limitando os ganhos das empresas exportadoras japonesas.

EUROPA – O índice Stoxx Europe 600 segue em queda de 0,50% aos 383.94, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) estava em queda de 0,52 aos 20.936; o Ibex 35 (Madri) estava em queda de 0,52% aos 10.646; o DAX 30 (Frankfurt) estava em queda de 0,63% aos 12.567; o FTSE-100 (Londres) estava em alta de 0,13% aos 7.397; o CAC 40 (Paris) estava em queda de 0,99% aos 5.200 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) estava em queda de 0,26% aos 5.173. As bolsas da Europa operam recuadas nesta sessão, com os discursos considerados menos “dovish” dos dirigentes dos bancos centrais, na reunião em Portugal, fizeram com que o euro e a libra renovassem máximas ante o dólar. No caso do euro, a moeda tocou a máxima de US$ 1,1436, o maior nível desde maio de 2016. A libra, por sua vez, sobe com a visão de que o presidente do BoE estaria inclinado a adotar uma política monetária menos frouxa. A libra opera em US$ 1,2988 de US$ 1,2928 de ontem à tarde.

ESTADOS UNIDOS- O S&P (futuros) opera em alta de 0,04% aos 2.439; o Dow Jones (futuros) opera em alta de 0,06% aos 21.414; e o Nasdaq (futuros) segue em queda de 0,60% aos 5.729. No mercado americano, enquanto se aguarda pela divulgação final do resultado do PIB do primeiro trimestre, o dólar se enfraquece frente às principais divisas, principalmente frente ao euro e a libra inglesa. O juro pago pelo T-Bond de 10 anos encontra-se em 2,238% ao ano.

Commodities

O preço do petróleo WTI para agosto estava em alta de 1,10%, a US$ 45,23 o barril na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 3,82% a US$64,71 a tonelada seca e com 62% de pureza.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL- Na B3, o Ibovespa abriu em alta nesta quinta-fera, com os destaques na agenda doméstica, e a atenção para a reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), que deve definir a meta de inflação de 2019, seguida das entrevistas do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. As questões políticas, com Brasília um pouco mais vazia, também ficam de lado. O dólar comercial tenta ganhar força e opera em alta de 0,16%.

AGENDA – Quinta-feira

No Brasil serão apresentados o IIE-BR, IGP-M, Indicador de Nível de Atividade e Resultado Primário do Governo Central. Nos Estados Unidos, os Pedidos de Auxílio-desemprego, PIB e discurso do presidente do FED de St.Louis, James Bullard. Na Europa, o Indicador de Confiança na Economia e a Confiança do Consumidor (Zona do Euro e da Alemanha) e o Indicador da Confiança na Economia.


Assuntos desta notícia