Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Em dia de poucos indicadores domésticos e depois dos sucessivos recordes, a bolsa de valores de São Paulo manteve o ganho ao final do pregão desta segunda-feira. Os investidores aproveitaram para realizar lucros e voltaram para o risco. Os preços do petróleo ficaram para cima.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,39% aos 79.378 pontos. O giro financeiro ficou em R$7,2 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,20%.

MetaTrader 300×250

“O começo de ano foi bem importante para a bolsa de São Paulo, com um grande apetite do investidor estrangeiro para o risco. Acredito que essa euforia deverá ficar um pouco contida até o julgamento do ex-presidente Lula. A partir daí, dependendo do resultado, volta o foco para a reforma da Previdência. Passados esses dois momentos, as apostas seguem para mais de 80 mil pontos e mantendo, seja lá por um motivo negativo, os 78 mil. Tem espaço para mais avanço, com as economias ao redor do mundo dando sinais de aceleração, bem como a doméstica”, destacou o diretor da Codepe Investimentos, José Costa Gonçalves.

As ações com ganhos
Fibria ON, alta de 3,16%; Sid. Nacional ON, alta de 4,85%; Gerdau PN, alta de 3,49%; Vale ON, alta de 2,22%; e Sabesp ON, alta de 2,05%.

As ações com perdas
Kroton ON, queda de 4,44%; Fleury ON, queda de 2,60%; MRV ON, queda de 2,00%; Pão de Açúcar -CDB PN, queda de 3,06%; e Marfrig ON, queda de 1,79%.

A Petrobras ON ficou em alta de 1,57% e a PN, alta de 1,19%.

A Vale ON ficou em alta de 2,22%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,91% a US$69,14 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,67%, cotado a US$ 61,85 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,22% a US$77,74 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1003,33, alta de 0,37%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$981,69 e alta de 0,24%, a tonelada.


Assuntos desta notícia