Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

A bolsa de valores de São Paulo opera em alta nesta quarta-feira, com os investidores mantendo as atenções para o cenário político e também na apreciação da aprovação do texto-base da Reforma Trabalhista.

De outro lado, as notícias corporativas também estão influenciando o humor dos investidores, com a venda de ativos da Queiroz Galvão e também a absolvição pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre a Contabilidade de Hedge da Petrobras. Ainda sobre a estatal, a aprovação pelo Conselho de Administração sobre a oferta pública de ações para a BR Distribuidora também está no destaque.

MetaTrader 300×250

Há pouco, o Ibovespa estava em alta de 0,25% aos 63.994 pontos. O volume financeiro seguia para R$4 bilhões. O IEE estava em alta de 0,62%.

As ações com ganhos
Eletrobras PNB, alta de 2,38%; Ecorodovias ON, alta de 1,85%; e Estacio Participações ON, alta de 1,71%.

As ações com perdas
Embraer ON, queda de 2,64%; TIM Participações ON, queda de 1,87%; e Fibria ON, queda de 1,84%.

A Petrobras ON estava em alta de 2,30% e a PN, alta de 2,11%, com as decisões e também com os preços do petróleo nos mercados internacionais.

A Vale ON estava em queda de 1,50% e a PN, queda de 1,18%, com os preços do minério de ferro recuando na China.

 

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Empresas

A Petrobras (PETR4) opera para cima com a decisão do colegiado da CVM, que reverteu à determinação da área técnica da autarquia de republicação das demonstrações financeiras, do período entre 2013 a 2016, em razão de uma suposta prática indevida na contabilidade de hedge. Esse veredito é importante, sobretudo porque a republicação dos balanços, sem a utilização de hedge, poderia impulsionar o lucro contábil, acarretando na necessidade de distribuição de proventos. Já o Conselho de Administração da estatal aprovou, em reunião realizada ontem, a abertura de capital de sua subsidiária integral Petrobras Distribuidora S.A., a BR, e sua listagem no Novo Mercado da B3. Todavia, a oferta pública secundária de ações está sujeita a aprovações dos órgãos reguladores, bem como de “condições favoráveis dos mercados de capitais nacional e internacional”.

O Grupo Pão de Açúcar (PCAR4) apresentou elevação de 9% em suas vendas líquidas neste 2T17 em relação ao 2T16, sustentada pela continuidade do forte crescimento do Assaí, que aumentou em 29,2% sua receita. No segmento de supermercados as vendas líquidas vieram 1,5% menores na mesma base de comparação, entretanto, a aceleração da bandeira Extra, com destaque para o Hiper, elevaram as vendas ‘mesmas lojas’, cujo crescimento saiu de 5,4% no 1T17 para 7,6% neste 2T17.

A Senior Solution (SNSL3) informou que a B3 deferiu o pedido de mudança de segmento de listagem, aprovado em assembleia no início deste mês. Dessa forma, a partir de 17 de agosto as ações SNSL3 passarão a ser negociadas no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa da bolsa paulista. Por consequência desta migração, suas ações integrarão três índices teóricos da B3: IGC; ITAG; e IGC-NM.

Commodities

O preço do petróleo WTI para agosto estava em alta de 2,02%, a US$ 45,95 o barril na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 2,06% a US$64,05 a tonelada seca e com 62% de pureza.


Assuntos desta notícia