Clicky

MetaTrader 728×90

A bolsa de ações de São Paulo recuou forte nesta quarta-feira, com o governo endurecendo para manter o texto atual da reforma da Previdência. Os investidores também estão atentos para as articulações políticas e sem ainda a certeza de que o governo não deverá seguir com as mudanças nos ministérios.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 1,94% aos 72.700 pontos. O volume financeiro ficou em R$9,7 bilhões. O IEE ficou queda de 1,26%.

MetaTrader 300×250

“O mercado vinha bem, com os papéis de peso puxando os índices, mas a fala do ministro Padilha sobre o texto da Previdência acabou com o humor e a bolsa azedou. Hoje o mercado ficou completamente voltado para as notícias de Brasília”, disse o operador da Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse hoje que não há mais espaço para concessões no texto da reforma da Previdência além das que já foram feitas em relação à proposta original enviado pelo governo ao Congresso, conforme informações da Agência Brasil.

“Já fizemos concessões muito grandes que representam cerca de 40% daquilo que era a proposta original. Para preservar a reforma, para que ela tenha o efeito necessário, entendemos que deveria ter guardado a corporificação inicial. Não foi possível. Chegamos no que é possível. Agora, novas concessões, além das que já foram feitas, o governo não vê como possibilidade de fazer nesse momento”, afirmou a jornalistas, no Palácio do Planalto e emendou: “As concessões do governo chegaram no limite. Chegamos no osso. Já não temos mais condições de fazer concessões. Não haverá concordância do governo com qualquer tipo de nova concessão.”

As ações com ganhos
Embraer ON, alta de 1,30%; Cielo ON, alta de 0,39%; Gerdau Met PN, alta de 1,38%; Equatorial ON, alta de 0,23%; Gerdau PN, alta de 1,09%.

As ações com perdas
CPFL Energia ON, queda de 6,89%; Brasil ON, queda de 4,53%; Smiles ON, queda de 4,27%; Usiminas PNA, queda de 3,99%; e Qualicorp ON, queda de 3,90%.

A Petrobras ON ficou em queda de 2,27% e a PN, queda de 3,22%.

A Vale ON ficou em queda de 1,52%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,83% aos US$64,55 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 0,97%, cotado a US$ 57,43 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,24% aos US$67,92 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$959,57, alta de 0,01%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$953,00 e alta de 0,45%, a tonelada.


Assuntos desta notícia