Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Logo depois de qualquer declaração do Federal Reserve ao termino de cada reunião referente à taxa de juros dos Estados Unidos os mercados reagem imediatamente para o positivo ou negativo. Entretanto, contrariando as expectativas, nesta quarta-feira o Comitê de Mercado Aberto – Fomc manteve a taxa inalterada e no comunicado destacou o caminho da inflação norte-americana perto dos 2% ao ano (1,7% atuais), o que acabou  tirando o apetite dos investidores na maior bolsa de ações do mundo.

A leitura de todos os analistas é de que a autoridade monetária deverá ser mais dura na reunião de junho e, principalmente, nas demais. Eles consideram também que no atual ritmo de crescimento econômico outras alterações deverão ocorrer no calendário para 2019.

MetaTrader 300×250

Diante desta estimativa, o comportamento dos índices de peso em Wall Street foi de imediata contração, acabou contaminando também a bolsa de valores brasileira e garantindo a alta do dólar na cesta global de moedas. O Ibovespa ficou em queda de quase 2%.

Na Ásia, na espera da decisão do Fomc, os investidores se concentraram nos balanços corporativos e na realização de lucros ante a recuperação dos papéis das empresas de tecnologia.

Na Europa, sem a decisão do banco central dos Estados Unidos, os mercados acionários ficaram voltados para os resultados financeiros e também com as notícias corporativas. A cautela seguiu para os números de algumas  economias que formam a Zona do Euro (19 países) dando sinais de desaceleração.

Nos Estados Unidos, fatos pontuais dentro da Casa Branca e com o presidente Donald Trump novamente gerando polêmica, os investidores de Wall Street mantiveram um pouco de realização com papéis de tecnologia e financeiros, já que a temporada de balanços está superando as estimativas. Negócios de fusões e aquisições também estão movimentados por lá, principalmente com a economia em franca recuperação.

Por aqui, o Ibovespa recuou forte na volta do feriado. Os investidores estão digerindo os resultados financeiros nesta movimentada temporada de balanços. Hoje, o grande destaque ficou para o Itaú Unibanco com os números do primeiro trimestre superando as estimativas. O Fed tirou o brilho dos 86 mil pontos.

Ao final, o dólar comercial voltou a assustar acompanhando o cenário externo.

ÁSIA

As ações da Ásia recuaram nesta quarta-feira, depois que a maioria dos benchmarks do exterior viu pouca mudança no dia anterior e alguns mercados voltando do feriado do Dia do Trabalho.

Ao final, o índice Asia Dow ficou em queda de 0,30% a 3.601. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em queda de 0,27% aos 30.723. O Xangai Composite ficou em queda de 0,03% aos 3.081. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em queda de 0,39% aos 2.505 pontos. O índice FTSE Straits, Cingapura, ficou em alta de 0,04% aos 3.615. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,05% aos 35.170. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,16% a 22.472. O índice XJO, bolsa de Sidney ficou em alta de 0,58% aos 6.050.

Os investidores aguardavam sinais das negociações comerciais entre Estados Unidos e China, juntamente com a divulgação de uma série de dados de manufatura de abril da Ásia e da mais recente comunicado do Federal Reserve.

As ações de Cingapura ficaram para cima com as ações apoiadas por notícias otimistas sobre os lucros. Maior banco da cidade-estado, DBS Group Holdings subiu 0,7% na quarta-feira para se aprofundar no território recorde depois do primeiro relatório de segunda-feira.

Alguns  fornecedores da Apple na Ásia também se recuperaram, depois que o relatório do segundo trimestre da empresa mostrou alta de 3,7% nas negociações. Fabricante de sensores japoneses Alps Electric  subiram 2,7%, e o fabricante de lentes para smartphones Largan 3008, com saltou 6% em Taiwan.

Indicadores

Na China, o Índice de Gerentes de Compras (PMI) do Caixin  registrou 51,1 em abril, acima de 51,0 em março. As condições operacionais agora se fortaleceram em cada um dos últimos 11 meses, embora o ritmo de melhora tenha sido apenas marginal. A produção manufatureira na China continuou a aumentar em abril. Dito isso, o ritmo de expansão foi modesto, apesar de ter subido levemente desde março.

No Japão, o índice principal da pesquisa Nikkei – o Índice de Atividade de Negócios, sazonalmente ajustado – aumentou para 52,5 em abril, de 50,9 em março, para sinalizar uma taxa mais acentuada de expansão na produção do setor de serviços. Embora o aumento tenha sido apenas de tamanho moderado, foi o maior observado desde outubro de 2017.

Da mesma forma, um ritmo acelerado de crescimento da produção foi observado no setor japonês de produção de bens. Por sua vez, o Índice de Produção Composta Nikkei subiu para 53,1 em abril, de 51,3 em março.

EUROPA

O bom humor foi mantido nos mercados acionários da Europa nesta quarta-feira, com os investidores analisando os balanços corporativos.  Os números econômicos para a Zona do Euro também ficaram no radar, com alguns países sinalizando desaquecimento no primeiro trimestre.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,63% a 387.44, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) subiu 1,19% aos 24.265; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 1,09% aos 10.088; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 1,51% aos 12.802; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,30% a 7.543; o CAC 40 (Paris) ganhou 0,16% aos 5.529; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,26% a 5.498.

O euro, que incomodou os mercados do Velho Continente, acabou voltando e ajudando as exportadoras. Os recuos da moeda, que ainda está em alta de 10% em relação ao dólar nos últimos 12 meses, tendem a reforçar a receita externa gerada por empresas multinacionais. A moeda compartilhada subiu acima de US $ 1,25 em fevereiro, mas está sendo negociada recentemente em torno de US $ 1,20.

Entre as ações com ganhos estavam as da AMS AG, alta de 6,8% , com a fornecedora austríaca de chips para os iPhones da Apple  com resultados acima do esperado. Entre outros fabricantes de chips, a BE Semiconductor Industries subiu 7,3%.

As ações da Inmarsat PLC subiram 7,6%, depois que a companhia de telecomunicações via satélite britânica informou que o lucro antes dos impostos no primeiro trimestre subiu. Além disso, seus acionistas votaram contra o relatório de remuneração da companhia em sua reunião geral anual na quarta-feira.

Indicadores

A economia da União Europeia desacelerou no primeiro trimestre do ano, segundo dados oficiais do Eurostat. O crescimento econômico na Zona do Euro desacelerou para 0,4% no período de janeiro a março de 2018, ante 0,7% no trimestre anterior. O crescimento no bloco de moeda única de 19 países atingiu 2,5% ano a ano. No entanto, a zona do euro ainda está se saindo melhor do que a economia do Reino Unido, que cresceu apenas 0,1% no mesmo trimestre.”

Na Europa, a taxa de desemprego corrigida de sazonalidade da Zona do Euro (EA19) foi de 8,5% em março de 2018, estável em comparação com fevereiro de 2018 e de 9,4% em março de 2017. Esta é a taxa mais baixa registada na área do euro desde dezembro de 2008. A taxa de desemprego na União Europeia (UE28) foi de 7,1% em março de 2018, estável em relação a fevereiro de 2018 e de 7,9% em março de 2017. Essa é a menor taxa registrada na UE28 desde setembro de 2008.

No Reino Unido, em 52,5 em abril, o Índice de Gerentes de Compras de Construção da IHS Markit, ajustado, registrou alta acentuada em relação à baixa de 20 meses observada em março (47,0).

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam no vermelho nesta quarta-feira, mesmo com o Federal Reserve mantendo a atual taxa de juros. No comunicado, o Fed destacou a proximidade o índice de inflação desejado, 2%, o que poderá mudar a trajetória de alta ao longo do ano.

Logo depois da divulgação, os índices ensaiaram valorização  mas acabaram voltando e o S&P ficando em queda de 0,72% a 2.365 pontos. O Dow Jones caiu 0,72% a 23.924 pontos. O Nasdaq caiu 0,42% aos 7.100 pontos.

As autoridades do Fed encerraram uma reunião de dois dias, dizendo que esperam que aumentos de juros sejam necessários nos próximos meses. No entanto, houve pouco na declaração que deu aos comerciantes clareza sobre quantos aumentos de taxa estão nas estimativas do banco central.

No total, os futuros de fundos alimentados, usados pelos investidores para apostar em taxas de curto prazo, indicam que Wall Street está precificando praticamente a probabilidade de três aumentos nas taxas em 2018.

Entre as ações com ganhos ficaram as da Apple, 4,4%, depois que a empresa divulgou resultado financeiro nesta terça-feira.

As ações da Yum Brands Inc caíram 7,4%, mesmo com o ganhos e vendas no primeiro trimestre que superaram as expectativas. O operador da cadeia de fast-food também afirmou sua orientação para o ano inteiro.

Indicadores

Nos Estados Unidos, a contratação continuou em um ritmo sólido em abril, com as empresas privadas adicionando 204 mil posições, mesmo em meio a sinais de aperto no mercado de trabalho, segundo um relatório divulgado pela ADP e pela Moody’s Analytics nesta quarta-feira.

O total indicou uma ligeira desaceleração em relação a março, que registrou uma revisão para baixo de 228 mil de um total de 241 mil reportados inicialmente e em linha com os analistas.

O crescimento do emprego foi generalizado, com ganhos provenientes não apenas de vários setores baseados em serviços, mas também de áreas de produção de bens, incluindo a construção, que adicionou 27 mil posições.

Nos Estados Unidos, o Índice de Gerentes de Compras de Gerentes de Produção (PMI) da IHS Markit, com ajuste sazonal, registrou 56,5 em abril, ante 55,6 em março, e indicou o mais forte crescimento da indústria em mais de três anos e meio. O ritmo de melhora também foi bem acima da tendência da série.

Nos Estados Unidos, para a semana encerrada em 27 de abril, os estoques de petróleo bruto comercial (excluindo os da Reserva  Estratégica) aumentou 6,2 milhões de barris em relação à semana anterior e acima de 1 milhão esperado pelos analistas. Em 436,0 milhões de barris, os estoques de petróleo bruto dos Estados Unidos estão na metade inferior da faixa média para esta época do ano.  O total de estoques comerciais de petróleo aumentou em 5,4 milhões de barris na semana passada.

BRASIL

A bolsa de valores de São Paulo fechou em queda nesta quarta-feira, depois de ensaiar uma alta com Wall Street, que também azedou mesmo com a decisão do Federal Reserve em manter a taxa de juros inalterada. Os relatórios financeiros divulgados hoje (alguns acima das estimativas) e as notícias corporativas não conseguiram sustentar a alta do índice principal. O comportamento negativo dos ADRs, negociados na bolsa de Nova York nesta terça-feira (01), também pressionou.

Ao final, o Ibovespa ficou em de 1,82% aos 84.547 pontos. O giro financeiro ficou em R$11,32 bilhões.

“O que pesou no comportamento de hoje foram os ADRs negociados ontem em Nova York, desvalorizados, e o quadro político mantendo as incertezas sobre os candidatos. Os bons resultados financeiros, como o do Itaú Unibanco divulgado hoje, não ajudaram. Porém, alguns papéis que subiram bastante entraram em realização. Ainda é muito pouco para pânico”, considerou o gerente de Bovespa da HCommcor, Ari Santos.

As ações com ganhos

Sid. Nacional ON, alta de 1,48%; Natura ON, alta de 2,70%; Eletrobras ON, alta de 4,46%; Suzano Papel ON, alta de 3,39%; e Eletrobras PNB, alta de 2,19%.

As ações com perdas

RaiaDrogasil ON, queda de 4,04%; Itausa PN, queda de 5,95%; Lojas Americanas PN, queda de 4,16%; ItauUnibanco PN, queda de 4,53%; e Magaz. Luiza ON, queda de 3,95%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 2,26% a US$74,05 o barril.

O petróleo WTI ficou em alta de 0,21%, cotado a US$ 67,65 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,98% a US$66,98 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.130,10, alta de 0,00%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.037,80 a tonelada, alta de 0,04%.

Moedas

O dólar comercial manteve a valorização nesta quarta-feira, mesmo com o Federal Reserve mantendo a taxa de juros dos Estados Unidos inalterada. Entretanto, segundo analistas, apesar do comunicado apresentado hoje mostrar que o ritmo de aumentos, pelo menos por enquanto, será mantido os números da economia norte-americana dão sinais de fortalecimento e, com isso, a trajetória poderá ser mudada. Ainda por lá está no radar a divulgação do Payroll na próxima sexta-feira (04). No cenário doméstico a política segue no foco central dos mercados.

Ao final, no interbancário, moeda ficou cotada a R$3, 547 para a compra e R$3, 549 para a venda, alta de 1,30%.

O euro ficou em R$4, 239 para a compra e R$4, 241 para a venda, alta de 0,78%.

A libra ficou em R$4, 819 para a compra e R$4,820 para a venda, alta de 0,92%.

Em Nova York, o índice DXY, que mede o comportamento da moeda com mais seis, ficou em alta de 0,36% a 92,83. O WSJ, que amplia o comparativo com mais 16, ficou em alta de 0,31% a 86,37.

O euro ficou em queda de 0,40% a US$1.1948. A libra ficou em alta de 0,31% a US$1.3571.

As autoridades do Fed concluíram a reunião de dois dias e a política monetária não foi alterada.

De outro lado, o comportamento do euro está relacionado aos números do PIB que foram apresentados hoje pelo Eurostat para os 19 países da Zona do Euro, com alta de 0,4% no primeiro trimestre ante o mesmo período do ano passado. No ano, o PIB segue em alta de 1,7%.

O emprego do setor privado da ADP ficou em 204 mil em abril, em comparação com 241 mil anteriormente. Entretanto, as atenções seguem para o anúncio do Payroll na sexta-feira (04) – folha de pagamento não-agrícola.

 


Assuntos desta notícia