Clicky

MetaTrader 728×90

O dólar comercial fechou em queda nesta segunda-feira, com os investidores ajustando posições na bolsa de ações. O dia foi mais tranquilo, embora ainda com sinais greve dos motoristas de caminhões e também com as expectativas de como será a nova política de preços para os combustíveis com a saída de Pedro Parente do comando da Petrobras.

Ao final, no interbancário, o dólar comercial ficou cotado a R$3,741 para a compra e R$3,743 para a venda, queda de 0,62.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O dólar turismo ficou em R$3,590 para a compra e R$3,890 para a venda, em queda de 2,01%.

O euro ficou em R$4,373 para a compra e R$4,374 para a venda, queda de 0,40%.

A libra ficou em R$4,977 para a compra e R$4,979 para a venda, queda de 1,04%.

O Banco Central do Brasil ofertou e vendeu 15 mil contratos na modalidade de swap cambial, que equivale a venda de dólares no mercado futuro, US$1,5 bilhão.

Na tentativa de acalmar os ânimos, o BCB iniciou na semana passada uma nova oferta de contratos para rolagem com vencimentos para 02 de julho. Hoje foram 8.800 contratos, rolando US$880 milhões do total de US$8.762 bilhões.

No cenário externo, a moeda segue em queda com as instabilidades que rondam as negociações entre a China e os Estados Unidos no área comercial. As tarifas sobre importações de aço e alumínio da União Europeia, Canadá e México também estão no radar de como o governo Donald Trump vai resolver.

Há pouco, o DXY, que mede o comportamento da moeda com mais seis, estava em queda de 0,15% a 94,05. O WSJ, que amplia o comparativo com mais 16 moedas, estava em alta de 0,12% a 87,14.

O dólar americano, entretanto, perdeu força ante o par canadense,que operava em queda de 0,15% a C$ 1.2933.

O euro estava em alta de 0,32% a US$1.1695. A libra estava em queda de 0,29% a US$1.33112.

A moeda estava se beneficiando com a política mais calma na Itália. A coalizão populista do Movimento 5 Estrelas e Liga foi empossada na sexta-feira e deve ganhar um voto de confiança em ambas as casas do Parlamento. A Itália estava sem governo desde que as eleições gerais no início de março produziram um resultado inconclusivo, levantando a perspectiva de uma nova eleição que seria vista como um referendo sobre a adesão ao euro.

Enquanto isso, no Reino Unido, a libra foi impulsionada por dados de construção melhores do que o esperado.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation