Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

A bolsa de valores de São Paulo fechou em queda nesta quarta-feira, depois de ensaiar um alta com Wall Street, que também azedou mesmo com a decisão do Federal Reserve em manter a taxa de juros inalterada. Os relatórios financeiros divulgados hoje (alguns acima das estimativas) e as notícias corporativas não conseguiram sustentar a alta do índice principal. O comportamento negativo dos ADRs, negociados na bolsa de Nova York nesta terça-feira (01), também pressionou.

Ao final, o Ibovespa ficou em de 1,82% aos 84.547 pontos. O giro financeiro ficou em R$11,32 bilhões.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

“O que pesou no comportamento de hoje foram os ADRs negociados ontem em Nova York, desvalorizados. O quadro político também segue mantendo as incertezas sobre os candidatos. Os bons resultados financeiros, como o do Itaú Unibanco divulgado hoje, não ajudaram. Porém, alguns papéis que subiram bastante entraram em realização. Ainda é muito pouco para pânico”, considerou o gerente de Bovespa da HCommcor, Ari Santos.

As ações com ganhos
Sid. Nacional ON, alta de 1,48%; Natura ON, alta de 2,70%; Eletrobras ON, alta de 4,46%; Suzano Papel ON, alta de 3,39%; e Eletrobras PNB, alta de 2,19%.

As ações com perdas
RaiaDrogasil ON, queda de 4,04%; Itausa PN, queda de 5,95%; Lojas Americanas PN, queda de 4,16%; ItauUnibanco PN, queda de 4,53%; e Magaz. Luiza ON, queda de 3,95%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 2,26% a US$74,05 o barril.

O petróleo WTI ficou em alta de 0,21%, cotado a US$ 67,65 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,98% a US$66,98 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.130,10, alta de 0,00%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.037,80 a tonelada, alta de 0,04%.


Assuntos desta notícia