Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A Bola de Valores de São Paulo mantém a volatilidade no começo da tarde desta quinta-feira, com vários fatos mexendo com o humor dos investidores, como os acontecimentos em Brasília envolvendo o presidente em exercício, Michel Temer. Aliás, um dos motivos do pronunciamento de Temer nesta manhã no Palácio do Planalto, em Brasília.

Por outro lado, o respiro veio com a decisão do Federal Reserve, que é o banco central dos Estados Unidos, em não mexer, pelo menos por enquanto, com a política monetária da maior economia do mundo.

MetaTrader 300×250

A cautela por aqui se dá, com os demais mercados globais, pelo referendo no Reino Unido no dia 23, quando a população vai decidir se o país deve deixar a União Europeia.

O Ibovespa também foi influenciado pelas bolsas asiáticas, que despencaram, com o Banco Central do Japão (BOJ) decidindo não dar estímulos para a economia japonesa.

As commodities também seguem dando os rumos para o mercado de ações. O petróleo abriu em Londres e no Texas abaixo dos US$ 50,00 o barril. Com isso, os papéis da Petrobras seguem no vermelho.

O minério de ferro com 62% de pureza negociado no porto de Gingdao fechou em alta de 0,10% aos US$50,70. Com isso, a Vale opera no azul.

Há pouco, o Ibovespa seguia em alta de 0,43% aos 49.125 pontos. O volume financeiro estava acima dos R$3 bilhões, sem destaque e normal para um dia depois do vencimento de opções.

Petróleo

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em julho abriu nesta quinta-feira em baixa de 1,83% (-US$ 0,88), cotado a US$ 47,13 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex).

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em agosto abriu as negociações desta quinta-feira em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, cotado a US$ 48,55, uma variação de 0,55% em relação ao fechamento da sessão anterior.


Assuntos desta notícia