Clicky

mm bolsa 728

A Bolsa de Valores de São Paulo engatou alta nesta quarta-feira, com os investidores analisando o cenário político interno e as decisões econômicas. Os indicadores da China, com a balança comercial acima do esperado, também promoveram o bom humor na bolsa brasileira, bem como os preços do petróleo.

Ao final da jornada, o Ibovespa fechou cotado aos 2,25% e 51.629 pontos. O volume negociado ficou em R$7 bilhões.

300×250 4 reais

Do lado cambial, o dólar comercial marcou a maior queda em quase um ano. Ao final, no interbancário, a divisa fechou cotada aos R$3,368 na compra e R$3, 369 na venda, queda 2,29%.

A Comissão Processante do Impeachment começou há pouco a oitiva da primeira testemunha do processo contra a presidente afastada Dilma Rousseff, o procurador do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União, Julio Marcelo de Oliveira. A reunião teve início no final da manhã de hoje, mas os senadores perderam mais de três horas discutindo procedimentos e votando requerimentos e questões de ordem.

Na China, um relatório apresentado nesta quarta-feira mostrou que as importações do país subiram 5,1%, ante o ano anterior, em maio, acabando com um declínio de 16 meses. As exportações subiram 1,2%.

Entre as altas no Ibovespa ficaram as ações da SID NACIONAL ON, R$8,14, com alta de 1,15% e variação de +16,45%; USIMINAS PNA, R$12,10, com alta de 0,22% e variação de +11,70%; PETROBRAS PN, R$9,39, com alta de 0,77% e variação de +8,93%; PETROBRAS ON, R$12,05, alta de 0,92% com variação de +8,27%; e GERDAU MET PN, R$12,32, alta de 0,15%, com variação, +6.91%.

Na contramão ficaram as ações da SUZANO PAPEL PNA, R$12,57, queda de −0,73% com variação de −5.49%; FIBRIA ON, R$29,20, queda de −1,58% com variação de −5,13%; BRASKEM PNA, R$20,16, queda de −0,39 com variação de −1,90%; EMBRAER ON, R$18,67, queda de −0,26 com variação de −1.37%; e TIM PART S/A ON, R$ 7,07, queda de −0, 09% com variação de −1,26%.

Petróleo

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou em alta de 1,73% nesta quarta-feira, aos US$ 51,23, o nível mais alto desde meados de julho do ano passado, coincidindo com uma nova redução semanal nas reservas de petróleo dos Estados Unidos.

Ao final da sessão de hoje na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em julho subiram US$ 0,87 em relação ao fechamento de ontem.

O preço de hoje é o mais alto desde 15 de julho do ano passado, quando o WTI terminou a sessão com um valor de US$ 51,41 o barril, e a de hoje foi a terceira alta consecutiva no fechamento do mercado.

O barril de petróleo Brent para entrega em agosto fechou nesta quarta-feira no mercado de futuros de Londres cotado a US$ 52,46, um avanço de 2% em relação à sessão anterior.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 1,03 acima do valor final da sessão de ontem.

Uma queda de 3,2 milhões de barris nas reservas dos Estados Unidos na semana passada esporeou o preço do petróleo durante o dia.


Assuntos desta notícia