Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

 

O bom humor foi mantido nos mercados acionários da Europa nesta quarta-feira, com os investidores analisando os balanços corporativos.  Os números econômicos para a Zona do Euro também ficaram no radar, com alguns países sinalizando desaquecimento no primeiro trimestre.

MetaTrader 300×250

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,63% a 387.44, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) subiu 1,19% aos 24.265; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 1,09% aos 10.088; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 1,51% aos 12.802; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,30% a 7.543; o CAC 40 (Paris) ganhou 0,16% aos 5.529; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,26% a 5.498.

O euro, que incomodou os mercados do Velho Continente, acabou voltando e ajudando as exportadoras. Os recuos da moeda, que ainda está em alta de 10% em relação ao dólar nos últimos 12 meses, tendem a reforçar a receita externa gerada por empresas multinacionais. A moeda compartilhada subiu acima de US $ 1,25 em fevereiro, mas está sendo negociada recentemente em torno de US $ 1,20.

Entre as ações com ganhos estavam as da AMS AG, alta de 6,8% , com a fornecedora austríaca de chips para os iPhones da Apple  com resultados acima do esperado. Entre outros fabricantes de chips, a BE Semiconductor Industries subiu 7,3%.

As ações da Inmarsat PLC subiram 7,6%, depois que a companhia de telecomunicações via satélite britânica informou que o lucro antes dos impostos no primeiro trimestre subiu. Além disso, seus acionistas votaram contra o relatório de remuneração da companhia em sua reunião geral anual na quarta-feira.

Indicadores

A economia da União Europeia desacelerou no primeiro trimestre do ano, segundo dados oficiais do Eurostat. O crescimento econômico na Zona do Euro desacelerou para 0,4% no período de janeiro a março de 2018, ante 0,7% no trimestre anterior. O crescimento no bloco de moeda única de 19 países atingiu 2,5% ano a ano. No entanto, a zona do euro ainda está se saindo melhor do que a economia do Reino Unido, que cresceu apenas 0,1% no mesmo trimestre.”

Na Europa, a taxa de desemprego corrigida de sazonalidade da Zona do Euro (EA19) foi de 8,5% em março de 2018, estável em comparação com fevereiro de 2018 e de 9,4% em março de 2017. Esta é a taxa mais baixa registada na área do euro desde dezembro de 2008. A taxa de desemprego na União Europeia (UE28) foi de 7,1% em março de 2018, estável em relação a fevereiro de 2018 e de 7,9% em março de 2017. Essa é a menor taxa registrada na UE28 desde setembro de 2008.

No Reino Unido, em 52,5 em abril, o Índice de Gerentes de Compras de Construção da IHS Markit, ajustado, registrou alta acentuada em relação à baixa de 20 meses observada em março (47,0).


Assuntos desta notícia