Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Os mercados de ações do Velho Continente reagiram aos indicadores e notícias corporativas desta terça-feira e ficaram sem direção única.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,05% a 392.37, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) subiu 0,31% aos 24.297; o Ibex 35 (Madri) caiu 0,49% aos 10.207; o DAX 30 (Frankfurt) recuou 0,06% aos 12.970; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,16% a 7.722; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,23% aos 5.553; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,12% a 5.699.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Começando pela política na Itália, as negociações entre os dois partidos para formar um governo de coalizão prosseguem. O acordo selado no fim de semana acabou ajudando o índice FTSE MIB, bolsa de Milão.

Sobre as moedas, tanto o euro quanto a libra perderam força com os dados econômicos. O euro estava em queda de 0,67% e a libra recuada em 0,38%.

Os números apresentados hoje para a Zona do Euro, União Europeia e para o Reino Unido também ficaram no radar.

Entre as ações com perdas estavam as da Iliad SA, queda de 20%, depois do decepcionante relatório de lucros do grupo de telecomunicações francês.

As ações da Pandora A / S caíram 16%, depois que a empresa de jóias dinamarquesa relatou uma queda de 15% no lucro.

As ações do Vodafone Group PLC caíram 4,3%, depois que a gigante das telecomunicações disse que seu presidente executivo, Vittorio Colao, deixará o cargo e será sucedido pelo diretor financeiro Nick Read a partir de 1º de outubro.

Entre as ações com ganhos estavam as do Commerzbank AG, alta de3,9%, depois que o banco alemão afirmar que o lucro subiu 9,2% no primeiro trimestre .

Indicadores

Na Zona do Euro, em março de 2018 em comparação com fevereiro de 2018, a produção industrial dessazonalizada aumentou 0,5% e 0,4% na União Europeia, de acordo com estimativas do Eurostat, o escritório de estatística da União Europeia. Em fevereiro de 2018, a produção industrial caiu 0,9% EA19 e 0,7% na UE28.

Na Europa, o PIB dessazonalizado aumentou 0,4% tanto na Zona do Euro (EA19) como na UE28 durante o primeiro trimestre de 2018, em comparação com o trimestre anterior, de acordo com uma estimativa rápida publicada pelo Eurostat, o serviço estatístico da União Europeia. No quarto trimestre de 2017, o PIB cresceu 0,7% na área do euro e 0,6% na UE28.

Comparado com o mesmo trimestre do ano anterior, o PIB com ajuste sazonal subiu 2,5% na área do euro e 2,4% na UE28 no primeiro trimestre de 2018, após 2,8% e 2,7%, respectivamente, no trimestre anterior.

Na Alemanha, o indicador ZEW de Opinião Econômica permanece inalterado no atual levantamento de maio. O indicador ficou em menos 8,2 pontos. A média de longo prazo é de 23,4 pontos.

Na França, em abril de 2018, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) desacelerou para + 0,2% em um mês, após uma recuperação em março (+ 1,0%). Essa desaceleração resultou daquelas, marcadas e sazonais, nos preços de “produtos manufaturados” (+ 0,1% após + 2,1%) após uma recuperação em março devido ao fim das vendas de inverno.

No Reino Unido, estimativas do Inquérito às Forças de Trabalho mostram que, entre outubro e dezembro de 2017 e janeiro a março de 2018, o número de pessoas no trabalho aumentou, o número de desempregados diminuiu e o número de pessoas entre 16 e 64 anos não trabalhando e não procura ou disponível para trabalhar (economicamente inativo) também diminuiu.

Havia 32,34 milhões de pessoas no trabalho, 197 mil a mais que no período de outubro a dezembro de 2017 e 396 mil a mais do que no ano anterior.

A taxa de emprego (proporção de pessoas com idade entre 16 e 64 anos que trabalhavam) era de 75,6%, maior do que no ano anterior (74,8%) e a mais alta desde que os registros comparáveis começaram em 1971. Os números são do Departamento de Estatísticas do Reino Unido.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation