Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

O bom humor foi mantido nos mercados de ações da Europa nesta quinta-feira, com a decisão do Banco Central Europeu em manter a política monetária até o final do ano. A agenda regional estava praticamente vazia.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 1,23% a 393.04, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 1,22% aos 22.486; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,59% aos 9.957; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 1,68% aos 13.107; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,81% a 7.765; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 1,39% aos 5.528; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,10% a 5.677.

MetaTrader 300×250

No índice pan-europeu, as ações das empresas de materias básicos e bens de consumo fecharam com perdas. Já as ações do setor de telecomunicações subiram.

O Banco Central Europeu anunciou que vai continuar com o programa de compra de € 30 bilhões por mês em títulos até setembro, como planejado. O valor da compra será reduzido em outubro para €15 bilhões e encerrado, provavelmente, em dezembro.

O BCE também disse que planeja continuar reinvestindo nos pagamentos dos principais títulos adquiridos no programa de compra de ativos “por um longo período de tempo depois do término das compras líquidas.”

Os investidores também ficaram atentos para os números da economia chinesa, bem como para a decisão do Banco Popular do Povo da China em manter a atual política monetária e na contramão do Fed.

Entre as ações com perdas estavam as da Unilever PL, queda de 3,5%, com oO diretor financeiro da fabricante de bens de consumo, Graeme Pitkethly, alertando sobre o desempenho menor das vendas no primeiro semestre de 2018 será menor do que a meta para o ano todo de 3% a 5%.

Entre as ações com ganhos estavam as da Rolls-Royce Holdings PLC, alta de 3,8% , depois que a fabricante britânica de motores de aeronaves ter dito que cortará 4.600 empregos em sua última rodada de reduções de empregos.

Indicadores

Na Alemanha, os preços ao consumidor ficaram em 2,2% para cima em maio de 2018 se comparado com o mesmo mês do ano passado. A taxa de inflação, medida pelo índice de preços ao consumidor, cresceu acentuadamente nos meses anteriores. A inflação de 2,2% foi registrada em fevereiro de 2017. Comparado com abril de 2018, o índice de preços ao consumidor aumentou 0,5% em maio de 2018. O Escritório Estatístico Federal (Destatis) confirma seus resultados globais provisórios de 30 de maio de 2018.

Na França, em maio de 2018, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acelerou para alta de 0,4% em um mês, depois da desaceleração em abril (+ 0,2%). Esse aumento maior veio dos preços de energia (+ 2,0% após + 0,9%), alimentos (+ 0,9% após + 0,1%) e “produtos manufaturados” (+ 0,3% após + 0,1%). Os preços dos serviços aumentaram no mesmo ritmo que no mês anterior (+ 0,1%) e os do tabaco diminuíram 0,6% após uma estabilidade em abril. Os dados são do Instituto Nacional de Estatísticas e Estudos Econômicos.

No Reino Unido, em maio de 2018, a quantidade comprada no setor de varejo aumentou 1,3% em comparação a abril de 2018, com crescimento em todos os principais setores. O feedback dos varejistas sugeriu que um período sustentado de bom clima e as celebrações do casamento real incentivaram os gastos em lojas de alimentos e utensílios domésticos em maio. A quantidade comprada registrou um aumento acentuado em relação ao ano anterior em maio, de 3,9% em comparação a abril, de 1,4%; possivelmente devido a uma combinação de clima quente e um lento crescimento ano a ano em maio de 2017 em 0,8%. O varejo não-lojas apresentou forte crescimento na quantidade comprada quando comparado com o ano anterior em 16,2%. Os dados são do Governo Britânico.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation