Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Os índices de peso nas bolsas europeias escorregaram nesta quinta-feira e com o mais importante, o Stoxx Europe 600, num de seus piores comportamentos em mais de quatro meses. A influência se deu com os índices de Wall Street que estão devolvendo os ganhos da sessão anterior. Além disso, o mercado de ações foi influenciado pelos resultados financeiros das gigantes apresentados hoje.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 1,11% aos 392.07, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) caiu 0,83% aos 22.641; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,86% aos 10.141; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 1,49% aos 13.182; o FTSE-100 (Londres) perdeu 0,61% aos 7.484; o CAC 40 (Paris) recuou 1,16% aos 5.407 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) perdeu 0,15% aos 5.321.

MetaTrader 300×250

Para os analistas, o mercados de ações está sob pressão e corrigindo, mas pelo menos por enquanto não há motivos para alarme.

O euro foi negociado a US$1,1650 ante o resultado de ontem, US$1.1596 em Nova York.

As ações que ficaram com perdas estão a Burberry Group, queda de 0,10%, e Vestas Wind Systems, queda de 19%, com a fabricante de turbinas eólicas reduzindo a previsão de lucro ante o mercado acirrado. Os resultados do terceiro trimestre ficaram abaixo das estimativas.

Na contramão estavam as ações do Commerzbank AG, que subiram 2,4% com as apostas de melhores lucros, e AstraZeneca PLC que mesmo com lucro operacional acima do estimado no terceiro trimestre teve as ações em queda de 0,6%, considerando que os investidores ampliaram lucros com o papel.

Sobre o lado político, pesa no Reino Unido a perda de força da primeira-ministra Theresa May. O temor aumentou de que seu governo minoritário possa entrar em colapso e complicar as negociações do Brexit.

O último de uma série de erros por parte da ministra terminou sem a demissão do secretário internacional de desenvolvimento, Priti Patel, ontem. A primeiro-ministra não demitiu Patel, e isso está sendo visto como um sinal fraqueza dela e que pode pesar nas negociações do Brexit.

Os líderes da UE estão se preparando para a queda de Theresa May antes do final do ano, de acordo com um relatório no Times na quinta-feira . Eles estão se preparando para uma mudança de liderança ou uma nova eleição geral que poderia levar a um governo do Partido Trabalhista, segundo a matéria e agências internacionais.


Assuntos desta notícia