Clicky

mm black 728

As Bolsas de Valores da Europa despencaram nesta terça-feira, os piores resultados em quatro meses, com a campanha intensificada pelos interessados na saída do Reino Unido da União Europeia. Por lá outro lado, para tornar o estresse ainda maior, os investidores seguem focando nas atuações dos bancos centrais, em especial o Federal Reserve.

O Índice Stoxx Europe 600 caiu 1,9% no fechamento do pregão. O benchmark, que vem amargando quedas e apresentando o pior desempenho desde fevereiro, ficou ainda mais frágil com um jornal, o mais vendido da Grã-Bretanha, apoiando abertamente o Brexit. O referendo está marcado para o 23 de junho.

300×250 4 reais

Todos os 19 grupos no Stoxx 600 caíram, com as mineradoras e as energéticas.

As dúvidas seguem para as decisões dos bancos centrais do Japão, da Inglaterra, do Estados Unidos e da compra de títulos do Banco Central Europeu. Além das eleições na Espanha, marcadas para o final do mês, bem como o referendo.

Ao final da jornada, em Milão, o índice FTSE-MIB caiu 2,11% aos 16.271 pontos; em Madri, o índice Ibex 35 ficou em queda 2,13% aos 8.126 pontos;  Paris, o índice CAC-40 recuou 2,29% aos 4.130 pontos; em Frankfurt, o índice DAX 30 caiu 1,43% aos 9.519 pontos; em Londres, o índice FTSE-100 recuou 2,01% aos 5.923 pontos; e, em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 2,32% aos 4.463 pontos.

A produção industrial da União Europeia subiu no mês de mai, bem como da zona do euro.


Assuntos desta notícia