Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Os investidores dos mercados acionários globais partiram para o risco nesta quarta-feira, em dia de agenda cheias, em especial com dados econômicos dos Estados Unidos, e com o depoimento da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, no Senado.

Na Ásia, os índices ficaram para cima com a postura do Federal Reserve.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Na Europa, os índices também subiram com os indicadores locais e descolados do cenário político. Os bancos foram destaques.

No Brasil, a Bovespa fechou em forte alta com o exercício de opções sobre o Ibovespa.

Sobre os indicadores domésticos, a FGV/IBRE mostrou que a inflação medida pelo Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) registrou desaceleração de janeiro para fevereiro, recuando 0,74 ponto percentual e fechando o mês em 0,14%, depois da alta de 0,88% em janeiro,  frente a dezembro do ano passado. Em fevereiro de 2016, a variação foi de 1,55%.

O setor de serviços fechou o ano passado com queda acumulada de 5% em relação a 2015 – a maior da série histórica, iniciada em 2012. Esta é a segunda queda consecutiva, tendo em vista que em 2015 o setor já havia fechado com retração de 3,6%.

Os dados fazem parte da Pesquisa Mensal de Serviços e foram divulgados hoje pelo IBGE. Dezembro do ano passado, no entanto, o setor fechou com crescimento de 0,6% em relação a novembro (série livre de influências sazonais).

No último mês de janeiro, os preços do aluguel ficaram em 0,9% mais do que os inquilinos que assinaram novos contratos de locação no mês anterior. No acumulado de 12 meses, a taxa atingiu 0,7%, na primeira elevação desde junho de 2015, segundo o Secovi-SP.

Essa alta, no entanto, é bem inferior à variação do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) (6,6%), medido pela FGV/IBRE e que serve de parâmetro para a correção dos alugueis.

Ainda hoje, o presidente Michel Temer disse ser provável que o país registre inflação abaixo da meta de 4,5% este ano. A afirmação foi feita no Palácio do Planalto. “Para nossa surpresa agradável, a inflação veio de 10,70% para 6,23% em seis meses. E a inflação de janeiro foi a melhor registrada em 20 anos. Agora, é provável que consigamos uma inflação menor do que a de 4,5%. Isso significa esperança e confiança para os investidores”, afirmou o presidente.

ÁSIA

Na Ásia, a maioria das bolsas de ações fechou em alta nesta quarta-feira, com o otimismo tomando conta ante a recuperação da economia norte-americana.

Em Hong Kong, o índice MSCI Asian Pacific Index ficou em alta de 0,2%. O índice Asia Dow ficou em alta de 0,86% aos 3.193 pontos. O Nikkei 225 (Japão), alta de 1,03%; Hang Seng (Hong Kong), alta de 1,23%; o SSE Composite (Xangai), alta de 0,15%; o BSE (Índia), alta de 0,65%; 0 Kospi (Coreia do Sul), queda de 0,52%.

O Nikkei, por exemplo, subiu ajudado pela valorização do dólar ante o iene na esteira do depoimento de Janet Yellen nesta terça-feira no Senado dos Estados Unidos.

O dólar vale 114,47 ienes, contra 113,53 de ontem pela manhã.

EUROPA

Os índices de peso dos mercados acionários da Europa fecharam em território positivo nesta quarta-feira, com indicadores da região e ainda pesando a postura do Fed. Porém, a cautela com as eleições e o Brexit seguem na pauta dos negociadores.

Ao final da jornada, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,34% aos 371.47. O índice FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,69% aos 19.056; o índice Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,78% aos 9.584 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,19% aos 11.793 pontos; o CAC 40 (Paris) avançou 0,59% aos 4.92 pontos; o FTSE-100 (Londres) subiu 0,47% aos 7.302 pontos; o índice PSI-20 (Lisboa) subiu 0,48% aos 4.627 pontos.

Os bancos no índice Stoxx Europe subiram 1,3%com destaque para o Credit Agricole afirmando que sua divisão LCL mostrar lucro líquido de 15% em relação ao ano anterior.

O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria subiu 3,2%. O grupo ABN Amro NV subiu 2,6% depois da divulgação de resultados e lucro com altade 23% no quarto trimestre de 2016.

A Heineken NV subiu mais desde abril, depois que a empresa prevê crescimento em vendas e ganhos este ano.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street fecharam para cima nesta quarta-feira, com as atenções para Janet Yellen, a presidente do Federal Reserve. Os indicadores divulgados hoje, apesar de mistos, revelaram que a economia segue fortalecida.

Ao final, o S&P subiu 0,50% aos 2.349; o Dow Jones subiu 0,52%aos 20.611; e o Nasdaq subiu 0,64% aos 5.819.

Os investidores prestaram muita atenção na presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, que testemunhou no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara. Hoje, pelo segundo dia, a presidente do  Fed deu uma explicação muito clara sobre a relação dos investidores no mercado de ações.

“Eu acho que os participantes do mercado, provavelmente, estão antecipando mudanças e esperando a política fiscal que irá estimular o crescimento e talvez aumentar os lucros”, disse Yellen, respondendo a uma pergunta sobre o que está por trás da dos mercados acionários.

As taxas mais elevadas normalmente têm deflacionado o entusiasmo do mercado pelas ações, que se beneficiaram do ambiente de baixa taxa, mas a avaliação positiva da economia de Yellen, juntamente com as promessas do presidente Trump de políticas favoráveis ​​aos negócios, reduções de impostos e desregulamentação do setor bancário, elevaram o otimismo.

Alguns analistas afirmam que as promessas recentes em torno da reforma fiscal voltaram a inflamar o apetite dos investidores.

Sobre os indicadores apresentados hoje, os resultados foram mistos, mas com destaque para as vendas no varejo, alta de 0,4% em janeiro, a um ritmo mais rápido do que o esperado, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor subiu 0,6% no mês, o maior em quatro anos.

BRASIL

A Bovespa fechou em alta nesta quarta-feira, depois da realização da sessão anterior, em dia de exercício de opções. Bancos e elétricas também ajudaram o índice.

Ao final, o índice principal da bolsa paulista ficou em alta de 1,89% aos 67.975 pontos. O giro financeiro ficou em R$22,8 bilhões.

As ações com ganhos
Cemig PN, alta de 6,93%; Santander UNT , alta de 4,23%; Itau Unibanco PN, alta de 4,20%; BM&FBovespa ON, alta de 3,99%; e Weg ON, alta de 3,84%.

As ações com perdas
Lojas Americanas PN, queda de 3,57%; Braskem PNA, queda de 3,16%; e Bradespar PN, queda de 0,61%.

A Petrobras ON ficou em alta de 0,30% e a PN, alta de 0,13%;
A Vale ON ficou em queda de 1,69% e a PN, queda de 0,99%.

O exercício de opções sobre o Ibovespa movimentou, hoje, R$ 5.620.190.000,00, com 91.490 contratos negociados. Do volume de operações exercidas, R$ 5.550.510.000,00 referem-se a opções de compra e 69.680.000,00 a opções de venda.
Contratos que obtiveram os maiores volumes de exercício:
– Série a 65 mil pontos movimentou R$ 1,02 bilhão em opções de compra;
– Série a 64 mil pontos movimentou R$ 741,76 milhões em opções de compra;
– Série a 56 mil pontos movimentou R$ 682,64 milhões em opções de compra;
– Série a 66 mil pontos movimentou R$ 597,96 milhões em opções de compra;
– Série a 67 mil pontos movimentou R$ 547,39 milhões em opções de compra.

Carteira Teórica

A carteira teórica do Índice Bovespa que passou a vigorar entre e 02 de janeiro de 2017 a 28 de abril de 2017, com base no fechamento do pregão de 29 de dezembro de 2016, totaliza 59 ativos de 56 empresas e com a entrada da Eletrobras ON (ELET3). Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Itauunibanco PN (10,681%), Bradesco PN (7,740%), Ambev S/A ON (7,183%), Petrobras PN (6,008%) e Petrobras ON (4,592%).

Moedas

O dólar comercial fechou em queda nesta quarta-feira na BM&F Bovespa, contrariando a decisão do Fed, que prevê aumentos nas taxas de juros talvez na reunião de 14 e 15 de março, e com a entrada do Banco Central do Brasil (BCB) em menor volume de oferta em swap tradicional.

Ao final, a divisa ficou cotada as R$3,065 para a compra e R$3,067 para a venda, queda de 0,94%.

O euro ficou em queda de R$3,238 para a compra e R$3, 241 para a venda, queda de 0,66%.

A libra ficou cotada a R$3,807 para a compra e R$3,810 para a venda, queda de 0,93%.

O peso argentino ficou em R$0,199 para a compra e R$0, 199 para a venda, queda de 0,15%.

“O dólar segue movimento de desvalorização frente ao Real, queda que ocorre há algumas semanas. Na mínima do dia, R$ 3,055 o dólar alcança o valor mais baixo desde junho de 2015. Maior exposição de investidores estrangeiros a ativos de risco em países emergentes, como o Brasil, tem contribuído para a apreciação do Real. A ausência do Banco Central no mercado de divisas nos últimos dias também foi fator determinante para este movimento de valorização da moeda brasileira”, disse o gestor da GGR Investimentos, Rogério Storelli.

O BCB anunciou leilão de swap tradicional, que equivale a venda de dólar no mercado futuro, para rolagem de vencimentos em março em 6 mil contratos.

Ainda sobre moedas, o Banco do Povo da China injetou 393,5 bilhões de yuans (US$57,3 bilhões) no sistema bancário doméstico nesta quarta-feira (14) por meio de linha de crédito de médio prazo. O PBoC deu para 22 instituições empréstimos de seis meses a um ano com taxas de juros variando entre 2,95% e 3,1%, respectivamente. As taxas são iguais às cobradas na injeção anterior em 24 de janeiro . As informações são do blog Weibo.

Commodities
Os contratos de petróleo WTI negociados na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York, estavam em queda de 0,2% aos US$53,58 o barril.

Hoje, a Agência de Energia dos Estados Unidos divulgou os estoques de petróleo para a semana encerrada em 10 de fevereiro.


Assuntos desta notícia